Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

App é criado para ajudar usuários que não sabem quem seguir no Twitter

Palataforma foi criada pelo engenheiro Luiz Felipe Mayer, de 36 anos

App é criado para ajudar usuários que não sabem quem seguir no Twitter
Notícias ao Minuto Brasil

11:33 - 06/10/18 por Folhapress

Tech NEGÓCIOS

Aficionado pelo Twitter, o engenheiro Luiz Felipe Mayer, 36, criou um aplicativo que, acredita, pode ajudar quem não sabe bem o que fazer quando entra na rede social.

Sua startup, o Academic Atlas, organiza mais de 10 mil perfis populares na rede social para facilitar a vida de quem quer escolher pessoas para seguir e, com isso, ver postagens interessantes em sua linha do tempo.

+ Eleições: questões de gênero são destaque em buscas na internet

Segundo Mayer, é comum que quem tenta usar a rede não tenha paciência para encontrar perfis interessantes para acompanhar e, por isso, não receba conteúdo que o agrade, o que acaba afastando esse usuários.

"Isso inviabiliza o uso. Se a pessoa não segue ninguém, ela não tem tuíte para ler e não volta", diz.

O projeto foi feito durante um ano junto ao amigo da época de faculdade Bernard Rocha e envolveu ficar trabalho por muitas madrugadas catalogando perfis, divididos em 13 listas e 13 sublistas.

Eles estão em grupos como política, artes e mundo acadêmico. Quem usa o Academic Atlas para descobrir novos perfis navega por elas, indica a região geográfica de interesse e encontra listas formadas por perfis como os de políticos, veículos de mídia ou faculdades que pode acompanhar e seleciona os que deseja seguir.

Para garimpar as contas mais interessantes, Mayer usou uma lista de perfis verificados do Twitter (aqueles que, por sua relevância, recebem selo comprovando que são autênticos) e usou algorítimo para organizá-los em ordem de quantidade de seguidores. A partir daí, os mais acompanhados foram avaliados um a um

O empreendedor diz acreditar que o período eleitoral pode ajudar a trazer usuários para o Academic Atlas, principalmente interessados em seguir políticos que tragam opiniões diversas ao debate.

O serviço é gratuito. Mayer diz querer que ele cresça e chame atenção do próprio Twitter para uma futura parceria.

O engenheiro conta que é usuário do Twitter há uma década. A rede o ajuda tanto profissionalmente, para saber notícias que afetam o mercado financeiro internacional com agilidade, por exemplo, como também para acompanhar temas de interesse. Com informações da Folhapress. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório