Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Barbie 'fascista' vira meme e conquista a web com sátira antipetista

Nas imagens, a boneca está sempre comentando algo relacionado a ideias políticas da esquerda

Notícias ao Minuto Brasil

06:27 - 16/10/18 por Folhapress

Tech redes sociais

Na semana passada, as redes sociais foram inundadas com fotografias da Barbie. Nas imagens, a boneca da Mattel está sempre comentando algo relacionado a ideias políticas da esquerda.

Há um detalhe, porém: combinado a cenários com piscinas, carros de luxo, viagens ao exterior e outras simbologias do consumo, o proselitismo da direita é o que determina o tom das mensagens.

+ Xuxa vidente? Apresentadora acerta destino de baixinho 29 anos antes

"Não sou racista, tenho amigos negros", diz a boneca enquanto tira uma selfie ao lado de uma outra boneca afrodescendente. "Eu particularmente acho que não existe racismo no Brasil", diz um boneco Ken, a versão masculina da Barbie, criado também pela Mattel.

Boa parte das imagens têm origem em três fontes: elas são disparadas por duas páginas no Facebook de mesmo nome, Barbie Fascista, e por uma conta no Twitter, a Barbie de Bem. Imagens com as piadas são compartilhadas também em grupos de WhatsApp de apoiadores de Fernando Haddad, que disputa o segundo turno com Jair Bolsonaro (PSL).

Criadora de uma das páginas no Facebook, a estudante de publicidade Thaís de Abreu, de 23 anos, moradora da Vila Matilde, em São Paulo, diz que Teddy Sinclair, criador da página homônima, procurou por ela. Eles perceberam que tinham tido a mesma ideia e resolveram juntar forças, compartilhando as mesmas piadas.

As duas contas foram criadas no início de outubro. Uma está com 2,5 mil curtidas. A outra, com 1,9 mil. A Barbie de Bem, no Twitter, tinha mais de 15 mil seguidores nesta segunda (15).

Todas as contas remetem a um trabalho similar anterior, a Barbie sem Ken, que em 2016 espalhou composições do mesmo gênero, atribuindo à boneca algumas frases cômicas.

Só que essa precursora do deboche político das páginas Barbie Fascista não tinha qualquer associação com o clima das eleições.

Procurada, a Mattel não respondeu até a tarde desta segunda se via problemas relacionados aos direitos autorais no uso das imagens. Com informações da Folhapress. 

Leia também: Conheça três aplicativos para manter o foco no Enem

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório