Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Spotify chega ao Oriente Médio e impulsiona artistas

aplicativo, disponível no Brasil desde 2014 com 40 milhões de canções, chega um bocado tarde ao baile médio-oriental

Spotify chega ao Oriente Médio e impulsiona artistas
Notícias ao Minuto Brasil

16:43 - 24/11/18 por Folhapress

Tech streaming de música

O Spotify, maior serviço de streaming de música no mundo, chegou na semana passada ao Oriente Médio com conteúdo e suporte em língua árabe. O aplicativo, disponível no Brasil desde 2014 com 40 milhões de canções, chega um bocado tarde ao baile médio-oriental. Afinal, fãs de música em países como o Egito e a Tunísia já têm acesso a outros serviços de streaming, incluindo o libanês Anghami. A competição vai ser, portanto, algo dura.

Ainda assim, o lançamento do Spotify pode revitalizar o mercado árabe, que reúne cerca de 300 milhões de pessoas. Artistas palestinos, por exemplo, já sentem o resultado da chegada da empresa. Segundo uma reportagem da agência de notícias Reuters, o cantor Bashar Murad - de Jerusalém Oriental- diz que o número de seguidores mensais na sua conta do Spotify de repente saltitou de 30 para 6.500.

+ Com SP na liderança de matches, Happn espera crescer 35% no Brasil

Uma das razões para esse otimismo está relacionada às listas de músicas. Também chamadas de "playlists", essas listas são constantemente atualizadas pela equipe do Spotify, agrupando as canções que têm circulado por distintos públicos. É um apoio e tanto para a carreira de artistas, principalmente os que ainda não conseguiram chegar ao mercado global. O Spotify agora vai intensificar sua curadoria de playlists de música em árabe.

Segundo o jornal The National, dos Emirados Árabes Unidos, o Spotify já tem mais de 40 listas com curadoria específica para o Oriente Médio. "Com essas playlists, estamos tentando cobrir tantas regiões quanto possível", afirmou ao diário Tamim Fares, da equipe do Spotify. "Você vai encontrar, portanto, listas sobre rap marroquino, canções populares egípcias, músicas do golfo e mesmo reggae da Arábia Saudita. Não é apenas o mainstream há muita música boa lá fora e queremos que as pessoas tenham consciência disso", ele disse. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório