Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Nasa transmite ‘ao vivo’ aproximação de sonda a planeta anão

Sonda New Horizons vai passar por ‘Ultima Thule’ nos confins do Sistema Solar no ano novo

Nasa transmite ‘ao vivo’ aproximação de sonda a planeta anão
Notícias ao Minuto Brasil

11:47 - 31/12/18 por Notícias Ao Minuto

Tech MOMENTO HISTÓRICO

A sonda New Horizons, da Nasa, vai atingir um marco incrível nos primeiros minutos de 2019. O aparelho vai alcançar os confins do Sistema Solar na madrugada desta terça-feira (1º) e cruzar o planeta-anão denominado 'Ultima Thule', a uma distância de cerca de 3,5 mil quilômetros, fazendo o sobrevoo mais distante já realizado por um equipamento humano da história. A Nasa fará a transmissão "ao vivo" deste momento histórico em dois momentos, segundo o jornal 'O Globo':

+ Sonda da Nasa atinge ponto mais distante do sistema solar em 2019

A manobra vai ser transmitida “ao vivo” pela agência espacial americana em dois momentos chave: de 3h15 às 3h45 deste dia 1º (horário de Brasília), com uma contagem regressiva e animações da efetiva aproximação máxima da New Horizons de Ultima Thule, prevista para as 3h33; e de 12h45 às 13h15, quando a Agência Espacial deve receber os primeiros dados da sonda, que levam cerca de 6 horas para viajar na velocidade da luz pelos 6,63 bilhões de quilômetros de distância. Contudo, quem quiser assistir a transmissão deverá usar canais "não oficiais" na internet, como o YouTube do Laboratório de Física Aplicada da Universidade John Hopkins (JHUAPL), cujos cientistas lideram a missão junto a colegas do Instituto de Pesquisas Southwest (SwRI). A Nasa não fará a transmissão devido à paralisação do governo americano.

Lançada ao espaço em janeiro de 2006 com destino a Plutão, a sonda passou pelo planeta anão que um dia já fez parte do nosso sistema solar em julho de 2015. O Ultima Thule integra o chamado Cinturão de Kuiper, que são considerados verdadeiros fósseis da formação do Sistema Solar. Devido à enorme distância, os conhecimentos atuais sobre o Ultima Thule são muito limitados, mas observações anteriores feitas com o telescópio Hubble indicam que o corpo celeste possui entre 20 e 35 quilômetros de diâmetro e formato bilobado (dois lóbulos), contudo a hipótese de que sejam dois corpos separados em órbita muito próxima (binário) não está descartada.

"A New Horizons vai mapear Ultima, a composição de sua superfície, determinar se e quantas luas ele tem e descobrir se tem anéis ou mesmo uma atmosfera. E a sonda vai fazer outros estudos também, como medir a temperatura de Ultima e talvez até sua massa. Num período de apenas 72 horas, o Ultima será transformado de um ponto de luz, um pontinho à distância, em um mundo totalmente explorado. Será de perder o fôlego", diz Alan Stern, cientista-chefe da missão junto ao SwRI, em comunicado recente.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório