Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Loja online da Zara começa a funcionar à meia-noite desta quarta

O site vai vender as linhas Women, Men e Kids

Loja online da Zara começa a funcionar à meia-noite desta quarta
Notícias ao Minuto Brasil

07:23 - 20/03/19 por Folhapress

Tech Novidade

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A varejista espanhola Zara lança à 0h dessa quarta-feira (20) sua operação de vendas online no Brasil. O site vai vender as linhas Women, Men e Kids. O consumidor poderá optar por receber as compras em casa ou retirá-las diretamente nas lojas da marca -ao todo são 57 em todo o país.

As regiões da Grande São Paulo, Grande Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba terão a opção de entrega no dia seguinte, para compras realizadas até às 15h de segunda à sexta-feira. Há ainda a opção de entrega no mesmo dia para Grande São Paulo com uma taxa adicional. 

A troca ou a devolução dos produtos comprados pelo site poderão ser feita pelos Correios ou nas lojas físicas.Além do site, também será possível fazer compras pelos aplicativos para Android e iOS.

Veja também: Já é possível fazer compras pelo Instagram

A operação online da marca chega ao Brasil após a Inditex, dona da Zara, divulgar um crescimento mundial abaixo daquele esperado pelo mercado no início de 2019.As vendas da maior companhia de varejo de roupas do mundo subiram 7%. "Embora a maior parte dos varejistas ficaria satisfeita em divulgar crescimento de 7% nas vendas, isso é menos que a metade do ritmo de crescimento divulgado pela Inditex há apenas alguns anos e acreditamos que isso é uma evidência de que o perfil de crescimento do grupo está desacelerando rapidamente", escreveram analistas do Morgan Stanley em relatório.

No ano passado, o grupo, que também detém as bandeiras Massimo Dutti e Oysho, afirmou que planejava abrir de 300 a 400 lojas e fechar 200 no ano fiscal de 2018, mas acabou abrindo 370 e fechando 355, quase o dobro do plano inicial.

A Inditex divulgou lucro de EUR 3,44 bilhões de euros no ano encerrado em 31 de janeiro, alta de 2% sobre o período anterior. A receita somou EUR  26,15 bilhões. Analistas esperavam lucro líquido de EUR 3,49 bilhões de euros e faturamento de  EUR 6,45 bilhões, segundo a Refinitiv I/B/E/S.

Campo obrigatório