Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Após dez anos foragido, matador de agente federal é preso pela PF no Paraná

Schossler foi capturado após diligências que se iniciaram na cidade de Guaíra, passaram por Cascavel e Capitão Leônidas Marques, até os agentes chegarem à área rural de Boa Vista da Aparecida

Após dez anos foragido, matador de agente federal é preso pela PF no Paraná
Notícias ao Minuto Brasil

11:04 - 28/07/21 por Estadao Conteudo

Justiça PF

A Polícia Federal (PF) prendeu na segunda-feira, dia 26, na área rural de Boa Vista da Aparecida, no Paraná, Olmir Francisco Schossler, responsável pela morte do agente da corporação Alder Oliveira de Lima, em junho de 2011. Schossler foi condenado a 12 anos de prisão pelo homicídio qualificado do policial Federal e estava foragido desde o crime.

Schossler foi capturado após diligências que se iniciaram na cidade de Guaíra, passaram por Cascavel e Capitão Leônidas Marques, até os agentes chegarem à área rural de Boa Vista da Aparecida. A PF fez buscas em bancos de dados, além de diligências em áreas remotas e em comércios próximos as citadas localidades. Após vigilâncias, Olmir Schossler foi abordado próximo a sua residência.

A morte de Alder Oliveira de Lima ocorreu em 5 de junho de 2011. Na ocasião, os policiais federais flagraram Schossler transportando pelo município de Assis Chateaubriand, de forma dissimulada, mercadorias contrabandeadas.

Durante o percurso dos veículos e presos para a Delegacia de Polícia Federal em Guaíra, Schossler, que conduzia seu caminhão em companhia de Alder Oliveira de Lima, começou a dirigir com maior velocidade, distanciou-se dos demais veículos que compunham o comboio e guinou a direção do veículo de forma violenta para o lado direito da Rodovia BR 272, próximo a uma árvore de grande porte, justamente do lado em que estava o policial.

"Ao agir desta forma, com o claro interesse de chocar o veículo com a árvore e fugir, o motorista causou o acidente e, consequentemente, a morte do servidor público", indicou a Polícia Federal .

Campo obrigatório