Meteorologia

  • 20 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Centro de manutenção em SP modificará interior de 90 aeronaves da Latam

As modificações terão início em janeiro e, até o segundo semestre de 2020, as aeronaves já estarão com o interior modificado

Centro de manutenção em SP modificará interior de 90 aeronaves da Latam
Notícias ao Minuto Brasil

08:45 - 17/10/18 por Folhapress

Economia empresa

Poltronas novas, equipamentos, piso e a instalação de entrada USB em todos os assentos são algumas das modificações pelas quais 90 aviões da Latam passarão em seus interiores no centro de manutenção de aeronaves da companhia em São Carlos (a 232 km de São Paulo).

Para fazer as alterações nos aviões e criar uma identidade visual única em todos eles, a aérea investiu R$ 22 milhões na cidade do interior paulista e está em processo de contratação de 150 profissionais -mecânicos, engenheiros e planejadores de produção, entre outras. Hoje, a unidade tem cerca de 1.200 empregados.

As modificações terão início em janeiro e, até o segundo semestre de 2020, as aeronaves já estarão com o interior modificado, segundo Alexandre Peronti, diretor-geral do centro de manutenção.

O investimento está sendo feito em infraestrutura, com a construção de novos hangares para acomodar mais três aviões e equipamentos para suportar o projeto nos próximos anos.

De acordo com ele, os aviões que passarão por alteração são os utilizados em voos domésticos -de um corredor, enquanto os usados em rotas internacionais têm dois- e cada um deve ficar no local cerca de 15 dias.

"Será removido todo o interior do avião e [no lugar] entrará uma cabine mais moderna, com estofamentos mais confortáveis. As poltronas atuais serão retiradas", afirmou Peronti.

Segundo o diretor-geral, a ideia é que o passageiro, ao entrar em qualquer aeronave da companhia aérea, tenha uma única experiência, com o interior idêntico. "Somos resultado de uma associação de empresas, entre LAN e TAM. Naturalmente, seu interior é diferente. Mesmo na operação Brasil temos aeronaves com interiores diferentes."

É, segundo ele, a maior reformulação já feita em aviões da companhia aérea. A capacidade máxima de modificação deverá ser atingida a partir de maio do ano que vem, com quatro projetos paralelos.

Hoje, o centro de manutenção no interior atende cerca de 220 aviões por ano e responde por 51% de todas as aeronaves do grupo Latam, cuja frota é composta por 312 unidades. Cerca de 90% delas deverão ser remodeladas nos próximos três anos, com investimento de US$ 400 milhões (R$ 1,48 bilhão).

INTERNACIONAL

Devido ao fluxo de aeronaves em São Carlos para manutenção -não há voos regulares na cidade-, o local foi transformado em aeroporto internacional no ano passado para atender a demanda.

Até então, um avião que vinha do Chile para manutenção, por exemplo, precisava passar antes por um aeroporto internacional do país para só então ir para São Carlos. Com isso, o processo, que levava até dois dias, foi reduzido para meio dia.

O aeroporto de São Carlos não tem voos regulares de passageiros desde 2007, quando a então OceanAir oferecia rotas para São Paulo e Brasília.

O aeroporto tem pista de 1.720 m x 45 m, maior, por exemplo, que a pista principal do aeroporto de Congonhas, que tem 1.640 m x 45 m. O aeródromo de São Carlos dista 14 quilômetros do centro da cidade.

A região central do estado tem concentrado empresas ligadas ao setor aéreo. Além da Latam, Gavião Peixoto abriga uma unidade da Embraer e a própria São Carlos ganhou um curso de engenharia aeronáutica oferecido pela USP (Universidade de São Paulo). Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório