Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Polícia investiga suposto envenenamento de cães no Rio de Janeiro

Moradores da Barra afirmam que ao menos 40 cães foram contaminados por substância tóxica

Polícia investiga suposto envenenamento de cães no Rio de Janeiro
Notícias ao Minuto Brasil

06:36 - 10/06/24 por Folhapress

Justiça Investigação

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga o suposto envenenamento de dezenas de cães na região da Barra da Tijuca, zona oeste da cidade.

Moradores da Barra afirmam que ao menos 40 cães foram contaminados por substância tóxica entre maio e junho, quatro deles morreram.

Neste domingo (9), o ator Cauã Reymond anunciou nas redes sociais a morte de um dos seus cães, Romeu, por suspeita de envenenamento. Já uma cadela de estimação do ator, Shakira, também foi internada sob a mesma suspeita. Ela está se recuperando, segundo o ator.

A 16° DP (Barra da Tijuca) recebeu dois registros de envenenamento de cães. Nesta segunda (10), moradores do Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, vão à DPMA (Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente) registrar mais ocorrências.

O vereador Dr. Marcos Paulo (PT), presidente da comissão especial de Saúde Animal da Câmara do Rio, afirmou que uma das hipóteses é o uso de produtos químicos utilizados pelos condomínios para dedetizar os ambientes internos e calçadas.

"Outra hipótese é que uma pessoa esteja distribuindo veneno em canteiros e locais onde as tutoras passeiam. Como ainda não sabemos o que é, vamos registrar as ocorrências na delegacia e notificar os condomínios da região", afirmou o vereador.

No sábado (8), a Comlurb (Companhia de Limpeza Urbana do Rio) fez uma operação de limpeza nas ruas do Jardim Oceânico para eliminar produtos químicos que possam ter provocado a morte de cães por envenenamento.

"Fomos informados que cachorros estariam sendo envenenados no Jardim Oceânico. De imediato, juntamos a turma e fizemos um grande esforço", disse o presidente da Comlurb Flávio Lopes.,

Cinco pipas d'água e 24 garis usaram água e sabão líquido para limpar 13 ruas e duas praças.

"Queremos oferecer para a sociedade uma rápida resposta para o absurdo que está sendo feito contra animais da região do Jardim Oceânico", disse o subprefeito da Barra da Tijuca, Raphael Lima.

Campo obrigatório