Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Decisão da Justiça pode prejudicar privatização da Cesp

Leilão vai ocorrer nesta quinta-feira (18)

Decisão da Justiça pode prejudicar privatização da Cesp
Notícias ao Minuto Brasil

19:55 - 18/10/18 por Folhapress

Economia ENERGIA

Uma decisão liminar da Justiça Federal, desta quinta-feira (18), poderá prejudicar a atratividade do leilão da Cesp (Companhia Energética de São Paulo), marcado para esta sexta-feira (19).

O tribunal suspendeu a renovação da concessão da usina hidrelétrica de Porto Primavera, que é o principal ativo da companhia que o governo paulista tenta vender. 

+ Latino termina noivado e deixa de seguir ex no Instagram

A renovação da concessão da usina para 2048 foi considerada uma das principais medidas para garantir o interesse de investidores. Antes, o prazo era 2028, considerado muito curto para atrair interessados. 

Apesar da decisão liminar, o leilão será mantido, segundo a Secretaria da Fazenda Paulista. 

A ação civil pública foi movida pelo escritório Advocacia Garcez em nome do Sindicado dos Trabalhadores Energéticos do Estado de São Paulo. 

A suspensão é temporária, até que  seja realizada ao menos uma audiência pública no município de Rosana (SP), cidade-sede da usina de Porto Primavera. Segundo a sentença, a ideia é possibilitar "uma adequada representação da população, de modo que os princípios da publicidade, transparência e adequada informação sejam atendidos". 

Com o leilão da Cesp, o governo federal espera arrecadar ao menos R$ 1,37 bilhão de outorga. Além disso, foi oferecido um preço de R$ 14,30 por ação da empresa. 

A expectativa do mercado é que a atratividade seja baixa, mas algumas companhias e fundos são apontados como potenciais interessados.  Com informações da Folhapress. 

Leia também: Gimenez chama Mick Jagger de 'bebê' no Instagram

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório