Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

'Vovós do crime': idosas são presas após aplicarem golpes em GO

Funcionários da agência bancária suspeitaram da autenticidade dos documentos, pois anteriormente, uma idosa de 78 anos conseguiu realizar a mesma fraude em uma cidade vizinha.

'Vovós do crime': idosas são presas após aplicarem golpes em GO
Notícias ao Minuto Brasil

06:33 - 07/07/24 por Guilherme Bernardo

Justiça Goiás

A Polícia Civil desvendou um esquema de fraudes no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) após uma idosa de 66 anos tentar sacar um benefício com documentos falsos em Orizona, no sul de Goiás. Funcionários da agência bancária suspeitaram da autenticidade dos documentos, pois anteriormente, uma idosa de 78 anos conseguiu realizar a mesma fraude em uma cidade vizinha.

As duas idosas, apelidadas de "vovós do crime", foram presas e autuadas em flagrante por estelionato e associação criminosa. Além delas, um jovem de 25 anos e uma mulher de 40 também foram detidos. Embora a Polícia Civil tenha divulgado fotos dos envolvidos para identificar possíveis vítimas, os nomes dos suspeitos não foram revelados.

De acordo com a polícia, todos os membros do grupo residem em Trindade, mas estavam em Orizona há cerca de uma semana tentando aplicar golpes na cidade e em municípios próximos. Por isso, já eram conhecidos na agência bancária onde foram presos.

Segundo o G1, na quinta-feira, 4 de julho, a idosa de 66 anos foi até a agência bancária de Orizona e tentou sacar o benefício do INSS usando uma guia do benefício, carteira de trabalho e identidade, todos falsificados. Os funcionários desconfiaram e chamaram a polícia, que abordou a idosa quando ela estava entrando em um carro com os outros três suspeitos. No veículo, foram encontrados diversos documentos falsos e R$ 4 mil em espécie, sendo que R$ 2 mil desse valor haviam sido sacados pouco antes pela idosa de 78 anos em uma agência de Urutaí. Os quatro foram levados para a delegacia e autuados em flagrante.

Leia Também: Influenciadora e ativista de esquerda Marina Mamede morre aos 34 anos

Campo obrigatório