Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Serviços sanitários espanhóis avisam que um novo surto é possível

Apenas 5% dos espanhóis foram infectados até agora com o novo coronavírus

Serviços sanitários espanhóis avisam que um novo surto é possível
Notícias ao Minuto Brasil

10:46 - 15/05/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Os serviços sanitários espanhóis alertaram hoje em Madrid para o risco de um ressurgimento do surto de covid-19, devido à taxa de apenas 5% de imunidade da população à doença revelada por um estudo de prevalência. "O risco de um novo surto de coronavírus com um impacto semelhante ao que tivemos em muitas partes da Espanha é possível",  disse hoje o diretor dos serviços de Alerta e Emergências Sanitárias do Ministério da Saúde espanhol, Fernando Simón.

O responsável dos serviços sanitários fez esta advertência durante a videoconferência de imprensa em que apresentou os últimos dados sobre o avanço da pandemia no país.

De acordo com um estudo de prevalência revelado na terça-feira (12), que foi feito com uma amostra de quase 70.000 pessoas, apenas 5% dos espanhóis foram infectados até agora com o novo coronavírus.

Os números revelam uma grande disparidade geográfica em todo o país, com Sória (Castela-Leão) a ter uma porcentagem de pessoas infectadas superior a 14%, a mais elevada em Espanha; Madrid com mais de 11%; e Múrcia, Astúrias e Ilhas Canárias abaixo dos 2%.

Por outro lado, os especialistas consideram que a porcentagem nacional de 5% é muito baixa para impedir um ressurgimento, no futuro, da pandemia, estimando que seria necessário um mínimo de 60% de prevalência para evitar de forma segura esse cenário.

Mesmo assim, Fernando Simón assegurou que o risco de um novo surto é mais baixo do que há alguns meses, porque agora sabe-se mais sobre o vírus, os técnicos estão mais bem preparados e as medidas de prevenção "vão ser esticadas no tempo para que este risco permaneça muito baixo por muito tempo".

A Espanha registrou 138 mortes devido à pandemia de covid-19 nas últimas 24 horas, uma diminuição significativa em relação às 217 de quinta-feira e um número que volta a ser inferior à barreira de 200 óbitos.

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, o país contabilizou um total de 27.459 óbitos desde que a doença foi declarada.

Veja também: Oxford já prevê concluir pesquisa de vacina até agosto

Campo obrigatório