Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2020
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Administração Trump ameaça Nova York, Seattle e Portland com cortes

O Departamento da Justiça norte-americano avisou hoje que as "cidades progressistas" de Nova Iorque, Seattle e Portland poderão ser privadas de financiamentos federais por causa de um suposto laxismo na manutenção da ordem.

Administração Trump ameaça Nova York, Seattle e Portland com cortes
Notícias ao Minuto Brasil

21:15 - 21/09/20 por Notícias Ao Minuto Brasil

Mundo Donald Trump

O Departamento de Justiça americano avisou hoje que as "cidades progressistas" de Nova York, Seattle e Portland poderão ser privadas de financiamentos federais por causa de um suposto laxismo na manutenção da ordem. A eventual privação dos fundos federais, nestas circunstâncias, tem na base a extensão de um decreto publicado no início deste mês pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

As autoridades de Nova York já ameaçaram recorrer à Justiça se o Governo republicano avançar com as medidas.

"Não podemos desperdiçar fundos públicos quando a segurança dos cidadãos está em jogo", afirmou o procurador-geral dos EUA, William Barr.

Para a Administração Trump, as autoridades locais das três cidades permitiram que se registrassem episódios de "anarquia, violência e destruição".

Portland e Seattle estão na "lista negra" por não terem contido os excessos que ocorreram à margem das manifestações ligadas à morte de George Floyd, um afro-americano morto em 25 de maio pela polícia de Minneapolis.

Em Seattle, além das manifestações associadas à morte de Floyd, está sobretudo em causa a criação de uma "zona autônoma" estabelecida durante várias semanas num bairro da cidade e de onde a polícia se retirou.

Esse perímetro, contudo, foi aberto no início de julho, após vários incidentes que provocaram duas mortes e que levaram a polícia a retomar o controle da zona.

Em Portland, a Administração Trump denunciou o caos em que caiu a cidade depois de manifestações diárias da população local, onde ocorreram também atos de destruição e de pilhagem.

Por sua vez, Nova York está em causa por não ter levado a julgamento alguns manifestantes presos durante as marchas de primavera, bem como pelo aumento no número de tiroteios na cidade nos últimos meses.

"Tudo isto é profundamente político e inconstitucional", reagiram numa declaração conjunta os prefeitos das três cidades em questão, em que acusam a Administração de Donald Trump de se "esquivar às suas responsabilidades e culpar os outros pelos seus erros para esconder as suas deficiências".

O governador do estado de Nova York, o democrata Andrew Cuomo, já avisou que se o Governo de Trump tentar efetivamente privar a cidade nova-iorquina de uma parte dos financiamentos federais terá de enfrentar a Justiça.

Numa coletiva de imprensa, um conselheiro político das autoridades da cidade de Nova York lembrou que os financiamentos federais são definidos pelo Congresso e não pelo Governo.

Em 2019, Nova York recebeu 8.400 milhões de dólares provenientes dos financiamentos federais, o que representa 9,1% do total do seu orçamento.

Campo obrigatório