Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Investigada por morte de jovem após peeling de fenol é indiciada por homicídio doloso

Henrique da Silva Chagas morreu na tarde de segunda (3) após passar pelo procedimento estético

Investigada por morte de jovem após peeling de fenol é indiciada por homicídio doloso
Notícias ao Minuto Brasil

08:36 - 06/06/24 por Folhapress

Justiça São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLAHPRESS) - A influencer Natalia Fabiana Freitas Antonio, 29, proprietária do Studio Natalia Becker, foi indiciada nesta quarta-feira (5) por homicídio com dolo eventual, por ter assumido o risco de matar. Conhecida como Natalia Becker nas redes sociais, ela é investigada pela morte do empresário Henrique da Silva Chagas, 27, após a realização de um peeling de fenol.

O jovem morreu na tarde de segunda (3) após passar pelo procedimento estético conduzido por Natalia, que cobra R$ 4.500 pelo tratamento.

Natalia se apresentou à polícia na tarde desta quarta e foi liberada na sequência, uma vez que não há pedido de prisão expedido contra ela. Segundo a advogada Tatiane Forte, que defende a esteticista, ela não se apresentou antes porque passou mal com a notícia da morte de Chagas.

Na delegacia, Natalia disse estar triste e que jamais teve a intenção de prejudicar alguém. Ela também se solidarizou com a família da vítima.

Segundo o delegado Eduardo Luiz Ferreira, titular do 27° DP (Campo Belo), que investiga o caso, Natalia não teria permissão para realizar o procedimento, que deve ser feito por um médico, em um centro clínico com recursos para enfrentar uma emergência.

"Você tem que ter o monitoramento do paciente, tem que ter exames pré-ambulatoriais, tem que ter uma intervenção, se precisar, porque o fenol causa vários malefícios. Não é só o coração, pode atacar o rim", disse o delegado.

A advogada afirma que Natalia fez cursos online para oferecer o procedimento peeling de fenol e realizava cerca de dois procedimentos por semana. De acordo com a investigação, a esteticista fez o curso com uma farmacêutica do Paraná em agosto do ano passado -a Polícia Civil pretende ouvir a farmacêutica.

A advogada disse, ainda, que também o fenol era comprado pela internet.

"Nós temos que aguardar o laudo. A gente acha pouco provável que tenha sido o fenol. Esse produto pode ser comprado na Shopee, no Mercado Livre, na internet, de qualquer forma", disse Tatiane Forte.

Natalia também atua como influencer e tinha mais de 230 mil seguidores no Instagram. A prisão da esteticista está descartada até a conclusão dos laudos que apontem a causa da morte. Ela chegou à delegacia em uma BMW, acompanhada do marido e da advogada.

A esteticista confirmou que comprava os produtos pela internet de acordo com a demanda de pacientes. Para fazer o procedimento em Chagas, ela teria usado cerca de 10 ml do produto e depois descartado na pia o restante que havia no frasco, que teria jogado no lixo.

A Secretaria Municipal da Saúde afirmou que a clínica foi interditada e autuada pela Vigilância Sanitária por exercer procedimentos em desacordo com a legislação vigente.

"O estabelecimento possui a Licença de Funcionamento Sanitária para o CNAE 9602-5/02 - atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza, por meio da SMS. E possui também a licença de funcionamento por meio da Subprefeitura Santo Amaro", disse a pasta.

Adrian Piranga, advogado que representa a família da vítima, disse que legistas já realizaram o exame no corpo. A certidão de óbito aponta que Chagas teve "morte de causa não determinada, no aguardo de exames complementares".

Leia Também: 'Peeling de fenol': clínica de influencer é interditada após morte de empresário

O advogado afirmou ainda que seu cliente estava saudável antes do procedimento.

Campo obrigatório