Meteorologia

  • 20 JULHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Surto de sarna afeta escolas em Balneário Camboriú (SC)

A cidade registrou 43 casos da doença infecciosa em quatro escolas infantis do município, desde o último dia

Surto de sarna afeta escolas em Balneário Camboriú (SC)
Notícias ao Minuto Brasil

21:36 - 18/06/24 por Folhapress

Brasil SC

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O governo do estado de Santa Catarina confirmou nesta terça-feira (18) que foi notificado um surto de escabiose, também conhecida como sarna, em Balneário Camboriú. A cidade registrou 43 casos da doença infecciosa em quatro escolas infantis do município, desde o último dia 7.

As atividades foram suspensas nessas unidades e o retorno está previsto para a próxima semana, de acordo com a prefeitura.

"Do total de casos, 40 são nos núcleos de educação infantil que tiveram as aulas suspensas logo após o surgimento do primeiro caso. Os outros três são casos isolados em duas outras unidades de ensino", informou o município.

Os diagnósticos são em alunos de 0 a 5 anos, há também casos confirmados em funcionários das escolas.

A prefeitura informou que, com a identificação dos primeiros casos da doença infecciosa, deu início a higienização e dedetização nas unidades. Também desenvolveu um material para conscientizar os pais dos alunos e prevenir o avanço da doença.

O município orientou ainda que pessoas que identificarem qualquer alteração na pele procurem uma UBS (Unidade Básica de Saúde).

Segundo informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a sarna é uma doença de pele altamente contagiosa causada por ácaros, especificamente pelo Sarcoptes scabiei. Esses ácaros se enterram na pele, onde causam intensa coceira.

A médica Iwyna França Vial, especialista em dermatologia pediátrica pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), explica que a doença se espalha principalmente através do contato direto e prolongado com a pele de uma pessoa infectada, mas também pode ser transmitida por meio de roupas, lençóis ou toalhas contaminadas.

De acordo com Vial, as principais e primeiros sintomas da sarna incluem coceira intensa, especialmente à noite, e a presença de pequenas pápulas na pele. "As áreas mais comumente afetadas são os pulsos, entre os dedos, axilas, cintura, cotovelos, parte interna das coxas e nádegas", disse.

Para confirmar o diagnóstico, o médico pode realizar um teste de raspagem da pele afetada para coletar uma amostra. "Examinamos ao microscópio para procurar ácaros, ovos ou fezes de ácaros. Em alguns casos, o médico pode usar um dermatoscópio, um dispositivo que permite uma visualização ampliada da pele, para identificar a passagem dos ácaros", afirmou.

A médica Iwyna França Vial explica ainda que o tratamento geralmente envolve o uso de cremes ou loções prescritos por um médico que matam os ácaros e comprimidos antiparasitários. "Em crianças, no entanto, evitamos o uso do antiparasitário oral e preferimos loções com enxofre por serem menos tóxicas", disse.

A dermatologista destaca que a falta do tratamento adequado pode causar novas lesões que podem se desenvolver após uma infestação por sarna. "Esses nódulos são áreas elevadas, firmes e inflamadas da pele que podem aparecer mesmo após a erradicação dos ácaros", afirmou.

Além do tratamento, a especialista orienta lavar roupa de cama com água quente. "É importante tratar todas as pessoas que vivem na mesma casa, mesmo que não apresentem sintomas, e lavar roupas, lençóis e toalhas em água quente para evitar a reinfestação", pontuou.

Campo obrigatório