Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Site da Prefeitura do Rio usou termos 'despacho de macumba' e 'mendigo'

Texto é considerado preconceituoso e incorreto

Site da Prefeitura do Rio usou termos 'despacho de macumba' e 'mendigo'
Notícias ao Minuto Brasil

17:43 - 17/07/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil preconceito

A Prefeitura do Rio de Janeiro lançou, na última semana, uma nova versão do Portal 1746 que apresentava um texto com termos considerados incorretos e preconceituosos. Umas das seções do site usava as expressões "despacho de macumba" e "mendigos".

A equipe de reportagem do jornal 'O Extra' procurou a prefeitura na manhã desta terça-feira (17). Após o contato, os termos citados foi alterados para "oferendas religiosas" e "moradores de rua".

"O uso desse termo (despacho) é desrespeitoso. Só ajuda a aumentar o estereótipo que envolve religiões de origem africana", afirmou o babalaô Ivanir dos Santos, representante de movimentos contra a intolerância religiosa.

Notícias ao Minuto

"O certo seria o "oferendas sagradas". Além disso, existem várias religiões que fazem uso deste tipo de ritual. Não é muito diferente da hóstia e do pão", completou.

O deputado Carlos Minc (PSB), presidente da Comissão de Combate às Discriminações e Preconceitos de Raça, Cor, Etnia e Religião da Alerj, classificou a atitude da prefeitura como "deplorável".

Além disso, o político acredita que o ato se enquadre na determinação do juiz Rafael Cavalcanti Cruz, da 7ª Vara de Fazenda Pública do Rio, que proíbe o prefeito Marcelo Crivella de favorecer grupos religiosos por meio da máquina pública. Na decisão, o magistrado afirma que o prefeito poderá ser afastado caso repita estas práticas.

Em nota, o portal 1746 se desculpou pelo uso dos termos.

Leia também: Turistas furaram boias para escapar de atração no Beach Park em janeiro

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório