Meteorologia

  • 24 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Com oito dias para acabar o prazo, mais de 30 milhões já entregaram Imposto de Renda

Segundo a Receita, 30.167.970 pessoas enviaram os seus dados ao fisco até as 15h de quinta-feira

Com oito dias para acabar o prazo, mais de 30 milhões já entregaram Imposto de Renda
Notícias ao Minuto Brasil

17:12 - 23/05/24 por Folhapress

Economia IR

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mais de 30 milhões de contribuintes já entregaram a sua declaração do Imposto de Renda a oito dias do término do prazo de envio.

A marca foi atingida na tarde desta quinta-feira (23), horas após ser liberada a consulta ao primeiro lote de restituição.

Segundo a Receita, 30.167.970 pessoas enviaram os seus dados ao fisco até as 15h de quinta-feira.

A expectativa da Receita é que mais de 13 milhões ainda precisam mandar a sua declaração até a próxima sexta. Apenas no Rio Grande do Sul o prazo para declarar o imposto foi estendido e ficou para 31 de agosto.

A declaração pré-preenchida foi usada por 40,2% (cerca de 12,1 milhões), estabelecendo um novo recorde. Até então, a maior marca era do ano passado, com 9.851.035 utilizando o recurso.

A Receita pagará restituição a 66,8% dos contribuintes. Outros 18,3% terão imposto a pagar, enquanto 14,9% não receberão e não pagarão. O programa no computador foi a forma mais usada por quem declarou, com 81,4%. A declaração no portal e-CAC foi feita por 10,8% e 7,8% recorreram ao aplicativo pelo celular ou tablet.

São Paulo continua sendo o estado com mais documentos enviados, com 9.592.456, seguido por Minas Gerais (2.934.398), Rio de Janeiro (2.690.727), Paraná (1.992.023) e Rio Grande do Sul (1.815.012).

Aliás, os gaúchos foram incluídos na lista de prioridade deste ano, em decorrência das enchentes que atingiram o estado, e quase 900 mil foram incluídos no primeiro lote e receberão o pagamento no dia 31.

O último dia de maio será também o prazo final para envio da declaração, exceto para os moradores das cidades em situação de calamidade pública no Rio Grande do Sul, que tiveram uma prorrogação até 31 de agosto.

Quem é obrigado a declarar e atrasar terá de pagar uma multa mínima de R$ 165,74, que pode chegar a 20% do imposto devido.

Campo obrigatório