Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Brasileiros doam mais de R$ 35 mi do IR para reconstrução do Rio Grande do Sul após enchentes

Já foram registradas mais de 30 milhões de declarações, embora a Receita Federal espere pela entrega de 43 milhões até o fim do prazo

Brasileiros doam mais de R$ 35 mi do IR para reconstrução do Rio Grande do Sul após enchentes
Notícias ao Minuto Brasil

08:11 - 27/05/24 por Estadao Conteudo

Economia Rio Grande do Sul

Mais de R$ 35 milhões do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) foram doados para o Rio Grande do Sul, conforme números obtidos junto à Receita Federal pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Estado enfrenta, desde o fim de abril, a maior tragédia climática da sua história.

O valor torna o Rio Grande do Sul o maior beneficiado por esse tipo de doação, seguido do Estado de São Paulo, com R$ 33 milhões, e Paraná, com R$ 18 milhões. Os números podem ficar maiores até o prazo final para entrega do IRPF deste ano, que se encerra em 31 de maio. Já foram registradas mais de 30 milhões de declarações, embora a Receita Federal espere pela entrega de 43 milhões até o fim do prazo.

"O resultado expressivo de destinações ao Rio Grande do Sul é a resposta do povo brasileiro para que o Estado, devastado pelas enchentes, seja reconstruído. O recurso será utilizado em políticas públicas voltadas principalmente aos públicos infanto-juvenil e idoso", destacou no site do CNJ Edinaldo César Santos Junior, juiz auxiliar da Presidência do CNJ e gestor do Pacto Nacional pela Primeira Infância.

A legislação permite que o contribuinte destine até 6% do imposto para fundos estaduais e municipais vinculados ao Estatuto da Criança e do Adolescente e ao Estatuto do Idoso. Essa opção só está disponível para quem preenche a declaração completa.

Mesmo quem já fez a entrega pode retornar ao site da Receita para fazer uma versão retificadora com as contribuições para os fundos de projetos sociais até o dia 31.

Leia Também: Cidades brasileiras dominam ranking das mais perigosas do mundo; veja

Campo obrigatório