Meteorologia

  • 21 ABRIL 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Falas de Bolsonaro foram construtivas em relação à China, diz Doria

"Em relação ao governo Bolsonaro, as manifestações recentes do presidente foram todas positivas e construtivas. Sou testemunha disso", disse o governador de São Paulo

Falas de Bolsonaro foram construtivas em relação à China, diz Doria
Notícias ao Minuto Brasil

14:46 - 02/04/19 por Estadao Conteudo

Economia GOVERNADOR DE SP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou na tarde desta terça-feira, 2, que o governo brasileiro mantém a aproximação com a China, principal parceiro comercial do País. "Em relação ao governo Bolsonaro, as manifestações recentes do presidente foram todas positivas e construtivas. Sou testemunha disso. Não falo em nome do governo, mas conversei com o presidente Bolsonaro em relação a isso. Isso evita qualquer mal-entendido que no passado possa vir a ter ocorrido", comentou o governador, em coletiva de imprensa com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming.

Yang ressaltou que o Brasil tem "grande complementariedade" com a China e ressaltou como positivo o encontro que teve com Bolsonaro no início de março.

+ Líder do governo defende Onyx e diz que articulação é dever de todos

Desestatização

O governador de São Paulo negou que vá dar prioridade à China no processo de desestatização que ele pretende fazer no Estado.

Em coletiva sobre a abertura de um escritório comercial paulista em Xangai, em agosto, Doria disse que as parcerias entre a China e o Estado serão incrementadas pelo processo de desestatização. O órgão será responsável por promover as privatizações e ampliar a parceria em áreas estratégicas.

Questionado sobre se a China teria alguma vantagem no processo de compra de ativos do Estado, Doria reagiu. "Não haverá prioridade para a China. Haverá oportunidade", afirmou.

Ele reafirmou, no entanto, que empresas da China já têm conversado com o governo paulista sobre a desestatização. "Nós não vamos esperar até agosto", comentou.

Porto de Santos

O governador de São Paulo afirmou que o ministro de Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, disse a ele que privatização do Porto de Santos vai entrar na pauta do governo no segundo semestre deste ano.

Questionado sobre qual era a opinião dele em relação a essa privatização, o tucano foi enfático. "Em São Paulo, somos amplamente favoráveis à privatização do Porto de Santos. Ele precisa ter condições tecnológicas no padrão mundial, e ele não está no padrão mundial", afirmou.

Doria reafirmou também que o Porto de Santos vai ser privatizado. "Ele está dentro do nosso programa", disse.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório