Dallagnol sobre pacote anticorrupção: "começo do fim da Lava Jato"

"Se há impunidade, é porque o sistema não funciona", declarou o procurador em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (30)

© Agência Brasil
Política Declaração 15:56 - 30/11/16 POR Notícias Ao Minuto

Em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira (30), o procurador Deltan Dallagnol declarou que a Câmara está promovendo a intimidação de juízes, promotores e procuradores. Afirmou, em seguida, que o combate à corrupção é enfraquecido quando a operação Lava Jato chega próximo a pessoas do poder.

PUB

"Se há impunidade, é porque o sistema não funciona. Não é atacando os membros da Justiça", declarou. Em seguida, afirmou que o objetivo da medida é "estancar a sangria".

"Há evidente conflito de interesses entre o que a sociedade quer e o que o parlamento quer. Se instala a ditadura da corrupção", disse. 

O procurador também afirmou que caso a proposta seja aprovada, ela vai representar o "começo do fim da Lava Jato" e completou: "Não será possível continuar trabalhando na Lava Jato se a lei da intimidação for aprovada". 

Leia também: Pacote anticorrupção estava 'fadado' a sofrer mudanças, diz Renan

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

X