Meteorologia

  • 22 JUNHO 2018
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Governo gastou R$ 13 bilhões com limpeza de prédios públicos em 2017

Montante daria para contratar, anualmente, 227 mil empregados domésticos, segundo a ONG Contas Abertas

Governo gastou R$ 13 bilhões com limpeza de prédios públicos em 2017
Notícias ao Minuto Brasil

10:28 - 14/03/18 por Notícias Ao Minuto

Política Levantamento

Levantamento da ONG Contas Abertas mostra que, em 2017, R$ 3 bilhões saíram dos cofres públicos para a limpeza e conservação dos órgãos públicos federais.

O montante utilizado para manter “habitáveis” os prédios da administração federal equivale ao pagamento anual de mais de 227 mil empregados e empregadas domésticas. A relação foi realizada pela Contas Abertas como base no piso salarial da categoria já definido para 2018 no estado de São Paulo: R$ 1.108,38, isto é, R$ 13,3 mil por ano.

+ Cármen Lúcia recebe advogado de Lula nesta quarta-feira

Os dispêndios em 2017 foram R$ 14,9 milhões maiores que os de 2016, em valores atualizados pelo IPCA do período. A maior parcela dos recursos foi destinada à contratação de empresas especializadas no setor: R$ 2,9 bilhões. Já a compra de materiais para limpeza e produtos de higienização somou R$ 128,7 milhões.

O principal responsável pelos gastos com limpeza a nível federal é o Ministério da Educação (MEC). Ao todo, os espaços sob gerência da Pasta custaram R$ 1,1 bilhão com essa natureza de dispêndios em 2017. O ministério é responsável pela limpeza de 784 unidades gestoras.

Os gastos da Pasta incluem, por exemplo, a Universidade Federal de Rio de Janeiro (R$ 54,1 milhões) e a Fundação Universidade de Brasília (R$ 32,9 milhões). As unidades executoras do MEC abarcam desde universidades a institutos federais, centros culturais e complexos hospitalares pelo país.

O Ministério da Defesa (MD), por sua vez, foi o responsável por gastos de R$ 375 milhões no ano passado. A Pasta tem uma quantidade ainda mais significativa de unidades gestoras sob comando: 641. O Hospital Central do Exército é o que mais gasta dentre as unidades, R$ 24 milhões. O Grupamento de Apoio de Saúde apresentou gastos de R$ 20,7 milhões com materiais e serviços de limpeza neste ano. Os gastos do ministério incluem os comandos militares e os distritos navais. Os valores destinados para materiais de limpeza e conservação da Defesa, para além das estruturas em terra, também são utilizados para higienização das embarcações da Marinha.

Legislativo

O Congresso Nacional também desembolsa recursos para limpeza das galerias, dos gabinetes e até mesmo dos apartamentos funcionais das Casas. O Senado Federal destinou R$ 22,8 milhões para limpeza e conservação das suas dependências. Já a Câmara dos Deputados destinou R$ 44,7 milhões para esse tipo de despesa.

Judiciário

Juntos, os órgãos do Judiciário desembolsaram R$ 345,4 milhões para deixar suas unidades limpas e higienizadas. A Justiça do Trabalho é a que mais paga esse tipo de serviço. Cerca de R$ 114,9 milhões foram destinados para as despesas. O valor inclui os gastos de unidades gestoras, como Tribunais Regionais.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório