Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Após massacre, escola Raul Brasil volta a receber alunos nesta terça

Não foi definida uma programação específica e horários para o recebimento dos alunos durante os próximos dias

Após massacre, escola Raul Brasil volta a receber alunos nesta terça
Notícias ao Minuto Brasil

05:00 - 19/03/19 por Folhapress

Brasil Suzano

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Seis dias após o ataque que deixou oito mortos e 11 feridos na escola Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, a unidade volta a receber alunos nesta terça (19). Assim como ocorreu com funcionários e professores nesta segunda (18), a participação dos estudantes será facultativa.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, ainda não há uma data definida para o retorno oficial das aulas. Enquanto isso, quem quiser comparecer à escola poderá receber apoio psicológico e participar de ações individuais e coletivas com a presença de equipes especializadas.

Nesta segunda compareceram ao colégio profissionais de várias instituições, entre elas, da Universidade de São Paulo (USP), dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) da Prefeitura de Suzano, e de secretarias do governo paulista.

Maioria dos atiradores de crimes em escolas não é psicopata, diz estudo

No primeiro dia de abertura da escola após o massacre da semana passada, cerca de 30 professores e dez funcionários foram até o local. O grupo foi recebido com flores e teve o apoio de uma equipe multidisciplinar.

"O objetivo é criar entre os profissionais uma rede de apoio e cuidado mútuo, e ajudar os envolvidos a lidar com a dor da perda", informou a secretaria da Educação em nota.

Alguns alunos também passaram pela unidade nesta segunda para buscar materiais e outros pertences que foram deixados para trás durante a fuga no dia do ataque.

'Esconderijos' da internet desafiam investigação sobre crimes de ódio

Não foi definida uma programação específica e horários para o recebimento dos alunos durante os próximos dias. Segundo o governo, os profissionais estarão à disposição e tudo vai depender da quantidade de alunos, professores e funcionários presentes. O clima do momento também será levado em consideração para a escolha das atividades.

Além do trabalho das instituições públicas e de voluntários, alunos e profissionais de outras escolas estaduais também estão promovendo atos para auxiliar os jovens da Raul Brasil. Um grupo da escola estadual Jandyra Vieira Cunha Barra, localizada no Jardim Sapopemba, em São Paulo, preparou cartazes com desenhos e cartas com mensagens de paz, amor e esperança, que serão entregues aos colegas de Suzano.

A estrutura interna da Raul Brasil está sendo revitalizada pela secretaria estadual com o apoio da comunidade local. O órgão já havia dito que revisará a segurança nas escolas.

Três vítimas do massacre receberam alta do hospital no sábado (16). Quatro adolescentes continuam internados no Hospital das Clínicas e no Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes. Os assassinos morreram no atentado.

Campo obrigatório