Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Com beijaço, Hooker e Liniker cantam o amor livre no Rio

Ao fundo do palco, um telão mostrava os dizeres "Amar sem Temer"

Com beijaço, Hooker e Liniker cantam o amor livre no Rio
Notícias ao Minuto Brasil

19:58 - 17/09/17 por Folhapress

Cultura ROCK IN RIO

Estranho seria se o encontro entre Johnny Hooker, Liniker e Almerio não fosse uma espécie de resistência em tempos em que os direitos de LGBTs sofrem duras ameaças.

O trio foi a atração do palco Sunset do Rock in Rio na tarde deste domingo (17). Hooker, estrela principal da escalação, entrou ao som de "Intro" e com acompanhamento de seu público cativo cantou "Touro", "Corpo Fechado" e "Alma Sebosa".

+ Segundo show de Maroon 5 no Rock in Rio é morno

Ele já destilava letras sobre autoestima e descaso a amores ingratos quando Liniker subiu ao palco para cantar juntos "Louise du Brésil".

Sozinha, a cantora dedicou "Zero" a "todas as afetividades, todas as formas de amor e de troca". O clímax foi ao fim de "Flutua", parceria entre os dois, quando fizeram um beijaço no palco, ovacionado.

Ao fundo, um telão mostrava os dizeres "Amar sem Temer" e alertava sobre o Brasil ser o país que mais mata LGBTs. É claro que não demorou para vir uníssono o protesto contra o presidente.

Com Almerio, vestido com um colete que lembrava figurinos antigos de Ney Matogrosso, o trio interpretou "Não Recomendado", de Caio Prado, cujos versos traduzem os preconceitos que lhes tentam podar ("a placa de censura no meu rosto diz/ não recomendado à sociedade").

O tom político inevitável só serviu de combustível para um show que terminou em clima carnavalesco com "Escandalizar", depois de uma salva de palmas à avó de Hooker, Gilce Maia, 80, que veio de Pernambuco para vê-lo. (Folhapress)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório