Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Elon Musk zomba de funcionário com deficiência demitido: 'não trabalhava'

O islandês Haraldur Thorleifsson chamou a atenção de Musk com um tweet para questionar sua permanência na empresa

Elon Musk zomba de funcionário com deficiência demitido: 'não trabalhava'

Getty Images

Notícias ao Minuto Brasil

07:25 - 09/03/23 por Folhapress

Tech Twitter

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O CEO do Twitter, Elon Musk, veio a público se desculpar após ter zombado de um ex-funcionário com deficiência da empresa que o questionou sobre sua demissão nesta semana.

O islandês Haraldur Thorleifsson chamou a atenção de Musk com um tweet, no qual dizia ter sido desligado da companhia sem aviso prévio: "Há 9 dias, o acesso ao meu computador de trabalho foi cortado, junto com cerca de 200 outros funcionários do Twitter. No entanto, seu chefe de RH não pôde confirmar se sou funcionário ou não. Você não respondeu meus e-mails. Talvez se um número suficiente de pessoas retweetar você me responda aqui?", escreveu Thorleifsson.

Após o tweet, publicado nesta segunda-feira (6), ser compartilhado mais de 20 mil vezes, Musk respondeu: "A realidade é que esse cara (que é rico de forma independente) não trabalhou de verdade, alegou como desculpa que tinha uma deficiência que o impedia de digitar, mas estava simultaneamente tweetando como uma tempestade. Não posso dizer que tenho muito respeito por isso", comentou Musk.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, Thorleifsson possui distrofia muscular e é cadeirante. Ele afirmou que, enquanto trocava tweets com o homem mais rico do mundo, recebeu um e-mail confirmando seu desligamento da empresa.

Em seu perfil na rede social, o islandês relatou que sua startup foi comprada pelo Twitter quando o site ainda estava sob o comando do empresário Jack Dorsey.

No entanto, nesta terça (7), Musk voltou atrás e, em uma série de tweets, se desculpou com Thorleifsson e o convidou para retornar à posição na empresa.

"Acabei de fazer uma videochamada com Halli para descobrir o que é real e o que me disseram. É uma longa história", escreveu Musk. "Eu gostaria de me desculpar com Halli por meu mal-entendido sobre sua situação. Foi baseado em coisas que me contaram que eram falsas ou, em alguns casos, verdadeiras, mas não significativas. Ele está considerando permanecer no Twitter", acrescentou.

Apesar do convite, é incerto se Thorleifsson seguirá na empresa, já que anunciou um novo projeto em seu perfil na rede social: "Vou abrir um restaurante no centro de Reykjavik muito em breve. Terá o nome da minha mãe."

Campo obrigatório