Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Instagram trabalha em aplicativo para concorrer com Twitter

A Meta planeja lançar o novo aplicativo em junho

Instagram trabalha em aplicativo para concorrer com Twitter
Notícias ao Minuto Brasil

18:48 - 19/05/23 por Folhapress

Tech Rede Social

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Instagram está testando um aplicativo de texto com influenciadores nos Estados Unidos. A plataforma terá limite de 500 caracteres por publicação e deve concorrer com o Twitter, de Elon Musk.
A informação foi publicada pela professora de marketing social e de influência na UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles), Lia Haberman. Ela é uma das testadoras selecionadas pela Meta, holding dona do Instagram.

A Meta planeja lançar o novo aplicativo em junho, de acordo com a agência de notícias Bloomberg.

Imagem divulgada por Lia Haberman mostra funcionalidades da plataforma de texto da Meta. Contas verificadas no Instagram também serão verificadas no Instagram Reprodução/Lia Haberman Imagem divulgada por Lia Habermann mostra funcionalidades da plataforma de texto da Meta. Sob o nome de Projeto 92, a plataforma foi construída com base no código-fonte do Instagram. Imagem divulgada por Haberman indica que os usuários do novo app poderão trazer os seguidores da rede social de fotos e o selo de verificação, se houver.

Os bloqueios a contas e palavras do Instagram também seriam mantidos na nova rede.

Além dos posts de, no máximo, 500 caracteres, a plataforma de texto da Meta permitirá que usuários interajam com curtidas, respostas, republicações e mensagens privadas. As pessoas também terão opção de compartilhar vídeos de até cinco minutos, fotos e links.

Todas essas opções estão disponíveis no Twitter, que tem limite de 280 caracteres aos usuários da versão gratuita.

As regras da comunidade do Instagram serão aplicadas na moderação de conteúdo da rede social de texto.

O Twitter flexibilizou suas medidas de remoção e etiquetagem de publicações, desde que foi adquirido pelo bilionário Elon Musk. Essa decisão polarizou usuários entre críticas e apoio. Pessoas até anunciaram que deixariam a plataforma.

A nova rede social da Meta também vai garantir autenticação de dois fatores para acesso à conta de forma gratuita, conforme o relato de Haberman. A plataforma de Musk deixou essa opção disponíveis apenas a assinantes do Twitter Blue, que custa a partir de R$ 42 mensais.

A plataforma de texto da Meta será descentralizada, como a nova rede social Bluesky, do cofundador do Twitter Jack Dorsey. Isso significa que o aplicativo permitirá interação com contas e publicações de outras redes sociais abertas.
A newsletter Platformer, do colunista do New York Times Casey Newton, havia divulgado em março que a Meta trabalhava em um aplicativo similar ao Twitter.

Campo obrigatório