Meteorologia

  • 13 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

O que é o USB-C, a entrada de carregamento que substituiu a Lightning, da Apple?

Adeus, cabo Lightning. Olá, USB-C.

O que é o USB-C, a entrada de carregamento que substituiu a Lightning, da Apple?
Notícias ao Minuto Brasil

11:00 - 23/09/23 por Estadao Conteudo

Tech Apple

A Apple está abandonando seu conector proprietário de carregamento do iPhone e se alinhando com o restante da indústria de tecnologia ao adotar um padrão de conexão mais amplamente utilizado. Parte importante do motivo é a adoção de um padrão comum de carregamento pela União Europeia, que logo entrará em vigor para o bloco de 27 países.

Aqui está um breve panorama sobre o que é o conector USB-C e o que isso significa para os consumidores.

O QUE É O USB-C E COMO DIFERENCIÁ-LO DE OUTROS CONECTORES?

A primeira parte da sigla significa Universal Serial Bus, ou Porta Serial Universal, e substitui as versões anteriores dos cabos USB usados em todo tipo de equipamento, de impressoras e discos rígidos a mouses de computador e leitores Kindle.

O conector USB-C tem um formato diferente do de seus antecessores, um oval alongado. Ele também é simétrico e reversível, eliminando uma das queixas comuns sobre as versões anteriores como os conectores retangulares USB-A, porque não há uma forma errada de inseri-lo.

O QUE HÁ DE TÃO BOM NO USB-C?

Os cabos USB-C conseguem transferir mais energia, de forma que um notebook pode ser carregado mais rapidamente, e também atingem maiores velocidades de transferência de dados, permitindo que um grande volume de arquivos sejam copiados de um computador para um disco rígido externo. Ao mesmo tempo, podem enviar sinal de vídeo para um monitor e fornecer energia aos acessórios conectados.

O conector USB-C também foi projetado para ser à prova de futuro. Seu formato não mudará, mas as novas versões - e os dispositivos a que se conectam - trarão recursos atualizados. Isso significa que os usuários precisarão prestar atenção, porque dispositivos mais velhos podem não suportar as especificações mais recentes.

Além disso, ele é mais fino que os conectores USB-A, o que o torna mais adequado à medida que os novos dispositivos ficam cada vez menores.

POR QUE A APPLE ESTÁ ADOTANDO O USB-C?

Por muito tempo, a Apple defendeu seu conector proprietário Lightining para o iPhone, embora praticamente ninguém mais o usasse. Ela resistiu à pressão da UE para um padrão comum de carregamento, alegando preocupação de que isso limitaria a inovação e acabaria prejudicando os consumidores.

A Apple resistiu mesmo quando outras empresas começaram a incluir conectores USB-C em seus dispositivos. Porém, depois que a proposta da UE obteve uma aprovação importante no ano passado, a gigante americana de tecnologia cedeu sem olhar para trás.

Um executivo da empresa, durante a divulgação do iPhone mais recente na terça-feira, nem sequer mencionou o cabo Lightning ao anunciar seu substituto.

"O USB-C se tornou um padrão universalmente aceito, por isso estamos trazendo o USB-C para o iPhone 15", diz Kaiann Drance, vice-presidente de marketing de produto do iPhone.

Segundo ela, o USB-C "integra os produtos Apple há anos", e agora pode ser usado em MacBooks, iPads, iPhones e AirPods.

QUAL FOI O PAPEL DA EUROPA?

A mudança da Apple é um exemplo de como as regulações da União Europeia muitas vezes acabam tendo impactos no mundo inteiro - o que é conhecido como "efeito Bruxelas" - quando as empresas decidem que é mais simples cumpri-las do que fazer produtos diferentes para diferentes regiões.

A UE passou mais de uma década persuadindo a indústria de tecnologia a adotar um padrão comum de carregamento. A investida de imposição de regras para um cabo uniforme faz parte de uma iniciativa mais ampla do bloco para tornar os produtos vendidos na UE mais sustentáveis e reduzir o lixo eletrônico.

O padrão comum de carregamento da UE só entrará em vigor no segundo trimestre de 2024. Ele abrange telefones, tablets, leitores eletrônicos, fones de ouvido, câmeras digitais, consoles de videogame portáteis, teclados, mouses, alto-falantes portáteis e dispositivos de navegação.

Ele também padroniza a tecnologia de carregamento rápido e dá aos consumidores o direito de escolher se preferem comprar seus novos dispositivos com ou sem carregador.

Campo obrigatório