Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Google começa a implementar inteligência artificial generativa no Brasil

O teste, chamado de experiência de pesquisa generativa, está em curso nos Estados Unidos desde agosto

Google começa a implementar inteligência artificial generativa no Brasil
Notícias ao Minuto Brasil

18:12 - 08/11/23 por Folhapress

Tech IA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Google adicionou, nesta quarta-feira (8), uma resposta elaborada por inteligência artificial generativa, como a do ChatGPT, aos resultados de busca. Em testes, o recurso pode ser ativado no Search Labs, em que a plataforma disponibiliza novas tecnologias.

O teste, chamado de experiência de pesquisa generativa, está em curso nos Estados Unidos desde agosto. Neste início de novembro, começou a rodar em português. A plataforma de IA generativa do Google, Bard, também chegou ao Brasil meses após o lançamento em mais de 180 países e territórios.

Quando ativada, a resposta gerada por inteligência artificial aparece no topo dos resultados, antes de qualquer link com conteúdo original. A aba entrega uma resposta sucinta, como são os textos do ChatGPT e do Bard. O Google diz que a "IA generativa poderá ajudar a dar os primeiros passos dessa pesquisa de forma mais natural e intuitiva."

Interessados podem encontrar o Search Labs com uma pesquisa no Google; é o primeiro link. A única opção disponível para testes no Brasil é a de IA generativa na pesquisa.

Após ativá-la, o usuário pode escolher a opção de testar um exemplo. Então, é redirecionado para uma pesquisa aleatória. No caso da reportagem, foi: "de que maneira o rolo de papel higiênico deve ser pendurado? Para cima ou para baixo?"

A resposta, esta: "De acordo com o documento original, o papel higiênico deve ser pendurado com a ponta voltada para baixo. No entanto, uma patente criada por Seth Wheeler há 124 anos revela que o papel higiênico deve ficar por cima".

O modelo também sugere outras possíveis buscas, como "qual a altura do rolo de papel higiênico?"

O usuário pode avaliar, por fim, se o resultado foi satisfatório e, assim, ajudar o Google a melhorar o produto.

De acordo com o Google, a nova função não exclui o modo de pesquisa tradicional, com links. Ainda assim, a empresa afirma que entrega resultados confiáveis, com respostas projetadas para destacar as fontes de informação.

Os testes com IA generativa ficam disponíveis nos apps de smartphones Android e iPhones apenas na próxima semana.

Campo obrigatório