Meteorologia

  • 03 MARçO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Entenda a disputa pelo comando da OpenAI entre Sam Altman e conselheiros

Seu retorno ao cargo, porém, não está descartado, segundo informações publicadas pelos sites especializados Information e Verge

Entenda a disputa pelo comando da OpenAI entre Sam Altman e conselheiros
Notícias ao Minuto Brasil

13:36 - 20/11/23 por Folhapress

Tech NEWSLETTER-MERCADO

A notícia de que Sam Altman havia sido expulso do cargo de CEO da OpenAI, a dona do ChatGPT, pegou o mundo da tecnologia e os próprios investidores da empresa de surpresa na última sexta (17).

Seu retorno ao cargo, porém, não está descartado, segundo informações publicadas pelos sites especializados Information e Verge.

QUAL FOI O MOTIVO ALEGADO?

O conselho de administração da companhia disse que não tem mais confiança em Altman e afirmou que ele não foi franco em suas comunicações com o colegiado.

Mira Murati, atual chefe de tecnologia da empresa, assume como CEO interina. O presidente do conselho, Greg Brockman, também deixou seu cargo, mas segue como funcionário da empresa.

A hipótese mais provável até agora para a demissão é que houve um racha interno no conselho, que foi vencido pela ala de "trust and safety" (confiança e segurança), escreve o colunista da Folha de S.Paulo Ronaldo Lemos.

Há rumores de que os novos produtos lançados no último dia 6 tinham falhas de segurança, inclusive a possibilidade de vazar dados dos usuários. Isso teria levado a própria Microsoft, principal investidora da OpenAI, a suspender o uso interno de produtos da empresa.

O QUE ESTÁ EM JOGO AGORA?

Uma queda de braço entre Altman e Ilya Sutskever, o cientista-chefe da empresa e que também faz parte de seu conselho de administração.

Para entender a disputa, é importante lembrar que a OpenAI é acima de tudo uma entidade sem fins lucrativos, que foi fundada em 2015 por Sam Altman, Greg Brockman, Ilya Sutskever e Elon Musk.

Abaixo dela está uma subsidiária com viés de lucro -é a que rentabiliza o ChatGPT e estaria avaliada em US$ 86 bilhões.
Para voltar ao cargo de CEO, Altman disse a pessoas próximas que seriam necessárias mudanças significativas na governança da OpenAI para evitar passar pelo mesmo revés, segundo o Verge.

O site americano ainda disse que ele e Brockman estariam conversando sobre criar uma nova startup e, caso o plano se concretizasse, outros funcionários do alto escalão da OpenAI também poderiam pedir demissão.

Leia Também: Superapp, citado por Campos Neto, é o próximo passo do open finance; entenda

Campo obrigatório