Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Airbnb atualiza regra e proíbe câmeras dentro de casas alugadas

A detecção de câmeras escondidas em imóveis é difícil, já que os aparelhos são minúsculos e podem estar disfarçados em diferentes objetos da propriedade

Airbnb atualiza regra e proíbe câmeras dentro de casas alugadas
Notícias ao Minuto Brasil

07:00 - 12/03/24 por Folhapress

Tech AIRBNB-NEGÓCIOS

(FOLHAPRESS) - O Airbnb anunciou nesta segunda-feira (11) que passará a proibir que os administradores dos imóveis listados no aplicativo instalem câmeras dentro das propriedades. A mudança visa "priorizar privacidade", de acordo com a empresa.

Até então, a plataforma de aluguéis curtos permitia o uso de câmeras nas chamadas áreas comuns das acomodações: salas de estar, corredores e o lado interno da porta de entrada. A presença das câmeras deveria ser anunciada ainda no anúncio do imóvel. Os dispositivos também deveriam estar claramente visíveis.

Monitoramento em quartos e banheiros já eram vedados pelas normas de privacidade do aplicativo.

A nova redação das regras da plataforma vem na sequência de reclamações de hóspedes sobre câmeras escondidas instaladas nos imóveis e tentativas de extorsão a partir das imagens captadas.

No Brasil, o caso de um casal que alugou um apartamento em Porto de Galinhas, no litoral pernambucano, e encontrou uma câmera atrás do espelho da tomada do quarto teve repercussão nacional neste ano.

A detecção de câmeras escondidas em imóveis é difícil, já que os aparelhos são minúsculos e podem estar disfarçados em diferentes objetos da propriedade.

"Em qualquer ponta de parafuso dá para fazer isso", afirmou, em entrevista à Folha de S.Paulo na ocasião, o detetive particular Wilson Teixeira, dono da WT Investigação.

Os novos termos de privacidade do Airbnb também trazem mudanças para instalação de câmeras externas.

Os aparelhos e sua localidade terão de estar anunciados no material da divulgação do imóvel. Além disso, não poderão estar voltados a áreas internas da propriedade ou em ambientes externos em que se espera privacidade, como duchas e saunas.

Os locadores também terão de anunciar se instalarem medidores de ruídos, comuns para verificar a realização de festas nas dependências do imóvel alugado. O Airbnb proíbe confraternizações em suas acomodações desde 2022.

Os administradores terão até o fim de abril para remover as câmeras e se adequarem às novas regras.

Leia Também: WhatsApp no iPhone tem um 'segredo' que vai mudar as videochamadas

Campo obrigatório