Meteorologia

  • 23 MAIO 2018
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Elize Matsunaga não teve ajuda para assassinar marido, conclui Polícia

Crime ocorreu no ano de 2012 em São Paulo

Elize Matsunaga não teve ajuda para assassinar marido, conclui Polícia
Notícias ao Minuto Brasil

06:16 - 19/04/18 por Notícias Ao Minuto

Justiça investigação

A Polícia Civil de São Paulo concluiu que Elize Matsunaga cometeu sozinha o assassinato do marido Marcos Kitano Matsunaga, baleado e esquartejado em 2012. A informação está presente no relatório final do caso, obtido pelo G1.

O Ministério Público (MP) quer anular o júri de 2016, que condenou Elize a 19 anos de prisão pelo assassinato. Apesar da acusada ter confessado que agiu sozinha, a promotoria acredita que ela teve a ajuda de terceiros.

Este novo documento é relativo a uma apuração do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), concluída no fim de 2017. Na prática, o texto só reforça a conclusão anterior de que o crime não contou com a participação de cúmplices.

+ Suspeitos pulam de 5º andar de prédio para fugir da polícia no Rio

A acusava sempre alegou ter cometido o crime para se defender do marido após uma discussão no apartamento do casal, localizado na Zona Norte de São Paulo. Contestando esta versão, o promotor José Carlos Cosenzo acreditava que ela teria agido de forma premeditada para ficar com a herança de Marcos Kitano, que era herdeiro da empresa de alimentos Yoki. Para isso, ela teria contado com a ajuda de terceiros.

A nova apuração mostra que testemunhas, como empregadas do casal e funcionários do condomínio, disseram que não viram Elize acompanhada de outras pessoas no dia do crime. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório