Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Oncologista: tratamentos e cuidados no caso de câncer de cabeça e pescoço

Segundo o INCA, entre 35 mil a 40 mil pacientes sofrem com essa doença no Brasil

Oncologista: tratamentos e cuidados no caso de câncer de cabeça e pescoço
Notícias ao Minuto Brasil

04:30 - 11/07/24 por Rafael Damas

Lifestyle Saúde

No mês de conscientização sobre o câncer de cabeça e pescoço, conhecido como Julho Verde, devemos destacar os avanços recentes no tratamento dessa doença que afeta milhares de pessoas em todo o mundo. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), no Brasil, tumores malignos de cabeça e pescoço correspondem a 3% de todos os tipos de câncer e é o quinto entre os homens, acometendo de 35 mil a 40 mil brasileiros, com cerca de 10 mil mortes por ano.

Com o desenvolvimento de novas tecnologias e terapias, médicos e pacientes têm agora mais opções para enfrentar o câncer de forma eficaz, melhorando significativamente as taxas de sobrevivência e a qualidade de vida.

Cirurgias menos invasivas

Uma das inovações mais promissoras no tratamento do câncer de cabeça e pescoço é a adoção de cirurgias cada vez menos complexas. Essas técnicas permitem a remoção de tumores com menor dano aos tecidos saudáveis, resultando em uma recuperação mais rápida e menos dolorosa para os pacientes. “As cirurgias minimamente invasivas representam um avanço crucial, pois reduzem o tempo de internação e as complicações pós-operatórias, permitindo que os pacientes retomem suas atividades normais o mais rapidamente possível” explica o Dr. Fábio Feio, oncologista especializado em cancerologia clínica do Instituto Paulista de Cancerologia (IPC).

Radioterapia de precisão 

Outra área de progresso significativo é a radioterapia de precisão. Com a utilização de tecnologias avançadas, como a radioterapia conformacional e a radioterapia de intensidade modulada (IMRT), os médicos conseguem direcionar as doses de radiação de forma mais precisa ao tumor, poupando outros tecidos próximos. Isso não apenas aumenta a eficiência do tratamento, mas também minimiza os efeitos colaterais. “A radioterapia de precisão é um grande passo à frente no tratamento do câncer de cabeça e pescoço. Ela nos permite ser mais agressivos contra o tumor enquanto preservamos ao máximo a saúde dos tecidos ao redor,” ressalta o Dr. Fábio.

Imunoterapia: revolucionando os tratamentos de câncer  

A imunoterapia tem se mostrado uma das abordagens mais revolucionárias na oncologia e tratamentos na área. Esse tratamento estimula o sistema imunológico do próprio paciente ao reconhecer e combater as células cancerígenas de maneira mais eficaz. Estudos clínicos têm demonstrado resultados promissores, especialmente em casos de câncer de cabeça e pescoço que não respondem bem a outros tipos de tratamento. “Em um cenário de doença avançada ou metastática, a utilização de imunoterapia que consiste no uso de um medicamento que associado ou não a quimioterapia, é capaz de promover o fortalecimento do sistema imunológico que consequentemente induz a morte das células tumorais , levando a ganho de sobrevida e qualidade de vida dos pacientes”, destaca o especialista.

Pesquisa e inovação: O futuro do tratamento oncológico

A constante pesquisa e inovação na área médica têm sido fundamentais para os avanços no tratamento do câncer de cabeça e pescoço. Novos medicamentos, técnicas cirúrgicas e métodos de radioterapia estão sendo desenvolvidos e aprimorados continuamente. “O campo da oncologia está em constante evolução. Cada descoberta nos aproxima de tratamentos mais eficazes e menos invasivos, oferecendo qualidade de vida e esperança renovada aos pacientes e suas famílias,” Finaliza o Dr. Fábio.

Leia Também: Como a automedicação pode afetar o funcionamento dos rins

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório