Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Aumentou para 21 número de mortos em sismo na Albânia

O Ministério da Saúde acrescentou que cerca de 600 pessoas estão recebendo assistência em diversos hospitais

Aumentou para 21 número de mortos em sismo na Albânia
Notícias ao Minuto Brasil

19:30 - 26/11/19 por Notícias ao Minuto Brasil

Mundo Terramoto

As equipes de socorro albanesas continuam os trabalhos de resgate nos escombros de edifícios em ruínas em busca de sobreviventes do mais poderoso sismo das últimas décadas e que provocou pelo menos 21 mortos. O anterior balanço das vítimas do sismo de magnitude 6,4 na escala Richter, que atingiu esta madrugada a Albânia, indicava 16 mortos e cerca de 600 feridos, segundo os dados que fornecidos pelos ministérios da Defesa e da Saúde.

O Governo de Tirana declarou quarta-feira um dia de luto nacional, quando as bandeiras serão colocadas a meia haste em memória das vítimas, e decretou o fechamento das escolas.

O vizinho Kosovo, com maioria de população albanesa, também decretou um dia de luto para quarta-feira.

Os dois dias seguintes, 28 e 29 de novembro, são feriados nacionais.

A federação albanesa de futebol também cancelou todos os jogos previstos para esta semana.

Segundo o último balanço do Ministério da Defesa, 21 pessoas morreram, a maioria na cidade costeira turística de Durres, na costa do Adriático, a norte da capital Tirana.

O Ministério da Saúde acrescentou que cerca de 600 pessoas estão recebendo assistência em diversos hospitais.

O primeiro abalo, com uma magnitude 6,4 na escala Richter, foi registrado às 03:54 locais (22h de Brasília), tendo sido seguido de quatro réplicas com magnitudes entre os 4,8 e os 5,4 da mesma escala.

As equipes de resgate, segundo descrevem as agências internacionais, estão recorrendo a retroescavadoras para remover os escombros.

A agência noticiosa Associated Press (AP) relatou que cerca de 400 elementos das forças militares albanesas estão montando tendas em duas cidades do país para abrigar provisoriamente os desalojados.

Segundo a AP, pelo menos três prédios de apartamentos desabaram na sequência do sismo, que ocorreu numa altura em que a maioria das pessoas estava dormindo.

"É um momento dramático durante o qual devemos preservar a calma, temos de nos apoiar uns aos outros para enfrentar este choque", declarou o primeiro-ministro da Albânia, Edi Rama.

A União Europeia (UE) já se ofereceu para ajudar a Albânia. Em comunicado, a UE disse estar "pronta para ajudar a Albânia", tendo já mobilizadas "três equipes de busca e salvamento" que irá enviar para ajudar as autoridades albanesas.

A mesma nota informou ainda que a Itália, a Grécia e a Romênia já enviaram equipes de busca e salvamento.

Poucas horas depois do tremor de terra na Albânia, um outro sismo com uma magnitude preliminar de 5,4 na escala Richter foi registrado na Bósnia-Herzegovina, mais precisamente a sudeste da capital bósnia, tendo sido sentido em Sarajevo.

Não há, até ao momento, informações sobre vítimas e os relatos disponíveis apontam para pequenos danos materiais.

Campo obrigatório