Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Trump diz que é 'difícil imaginar' que juiz tenha atacado mulher

Pouco antes, disse que as acusações são "muito injustas", mas que queria ouvir a versão de Christine Blasey Ford sobre o incidente

Trump diz que é 'difícil imaginar' que juiz tenha atacado mulher
Notícias ao Minuto Brasil

14:24 - 19/09/18 por Folhapress

Mundo sexo

O presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta quarta (19) que, para ele, é "muito difícil imaginar" que algo tenha acontecido entre o juiz Brett Kavanaugh e a professora de psicologia Christine Blasey Ford, que acusa o magistrado de tê-la atacado sexualmente.

Pouco antes, disse que as acusações são "muito injustas", mas que queria ouvir a versão de Ford sobre o incidente. "Eles estão machucando a vida de alguém", afirmou, referindo-se aos Senadores que avaliam a nomeação de Kavanaugh para a Suprema Corte. "Eu acho que o que está acontecendo é muito injusto."

Na terça, Trump já havia dito que Kavanaugh "não merecia isso".

+ Revista pagará multa por publicar fotos de topless de Kate Middleton

A audiência no Senado para ouvir Kavanaugh e Ford está marcada para a próxima segunda (24). Mas ainda não se sabe se a professora vai participar, já que ela quer que o FBI investigue suas alegações antes de testemunhar.

Advogados de Ford afirmou na noite desta terça (18) que uma investigação completa por parte de agentes da lei vai garantir que o Comitê Judiciário da casa, que cuida da nomeação de Kavanaugh, "esteja totalmente informado antes de conduzir qualquer audiência ou tomar qualquer decisão."

Sobre isso, Trump afirmou durante a manhã que Kavanaugh já foi investigado seis vezes e sugeriu que seria desnecessário fazê-lo novamente.

O FBI já interveio na fase final de um processo de nomeação para a Suprema Corte. Em 1991, quando a professora Anita Hill acusou o juiz Clarence Thomas de agressão sexual, a polícia federal foi chamada para investigar. Ele acabou nomeado para o cargo, que ocupa até hoje.

Hill publicou um artigo no New York Times nesta terça (13) no qual diz que o Senado falhou há quase 30 anos, mas que acredita que pode fazer melhor dessa vez. Também disse que as audiências não deveriam ser conduzidas com pressa. Com informações da Folhapress. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório