Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2017
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Ex-diretor da Petrobras diz não ter dinheiro para ir a audiência no PR

Paulo Roberto Costa será testemunha de acusação em um processo contra Cabral, em audiência marcada para o dia 9 de março

Ex-diretor da Petrobras diz não ter dinheiro para ir a audiência no PR
Notícias ao Minuto Brasil

12:16 - 16/02/17 por Notícias Ao Minuto

Política Lava Jato

Sob a alegação de não ter dinheiro para ir à audiência com o juiz Sérgio Moro em Curitiba, no Paraná, a defesa do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, pediu que a sessão seja realizada via videoconferência, para que ele possa participar do Rio de Janeiro.

De acordo com a sua defesa, o ex-executivo da estatal se encontra em grave dificuldade financeira, e com contas ainda bloqueadas.

"Ocorre que o comparecimento do requerente, que muitas vezes já se deslocou até Curitiba, geraria um grande dispêndio em virtude dos altos valores das passagens aéreas, não tendo, o requerente, hoje condições de arcar com essas despesas, em virtude da grave dificuldade econômica em que toda a família se encontra, somando ainda o fato, de suas contas bancárias ainda encontrarem-se bloqueadas", explicou seu advogado.

Segundo o G1, a solicitação foi protocolada na Justiça Federal do Paraná na tarde desta quarta-feira (15). Até a manhã de hoje (16), Moro não tinha se posicionado.

Costa, que cumpre pena em regime aberto, será testemunha de acusação em um processo contra o ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, em audiência marcada para o dia 9 de março.

Ele foi condenado em vários processos da Lava Jato por envolvimento em esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Leia também: AGU não transmitiu ao STF dados sobre denúncia de Moreira Franco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório