Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

PF apura se ataque a Bolsonaro teve mandante intelectual, diz deputado

Informação foi fornecida pelo deputado federal Fernando Francischini (PSL)

PF apura se ataque a Bolsonaro teve mandante intelectual, diz deputado
Notícias ao Minuto Brasil

15:32 - 07/09/18 por Notícias Ao Minuto

Política Investigação

A Polícia Federal (PF) trabalha com a hipótese de que o esfaqueamento do candidato ao Planalto Jair Bolsonaro, na quinta-feira (6), em Juiz de Fora (MG), tenha um "mandante intelectual". A informação foi fornecida pelo deputado federal Fernando Francischini (PSL), após reunião com delegados da PF, nesta que sexta-feira (7).

Segundo o parlamentar, o superintendente da PF em Juiz de Fora, Rodrigo Teixeira, informou que os agentes apreenderam quatro celulares e um notebook com o suspeito.

Ainda de acordo com o deputado, os investigadores também estranharam o fato de o agressor ter viajado a vários estados antes de chegar a Juiz de Fora, há cerca de duas semanas. A polícia vai cruzar a agência do presidenciável com os destinos visitados pelo suspeito, para verificar se o crime foi planejado.

+ Bolsonaro está consciente e em boas condições, diz boletim médico

Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi preso em flagrante após esfaquear Bolsonaro. Ele foi indiciado com base na Lei de Segurança Nacional, que prevê o crime de atentado pessoal por inconformismo político.

Notícias ao MinutoDivulgação

"Os dados iniciais mostram que não é aquele crime que facilmente se encerra, como uma tentativa de homicídio, com a oitiva das pessoas envolvidas. Os celulares apreendidos, o notebook apreendido, passagem por vários locais, o pagamento da pousada, são vários indícios que merecem ser aprofundados", disse Francischini a jornalistas.

Uma outra linha de investigação, ainda de acordo com o deputado, é a possibilidade de o agressor ser um "lobo solitário".

Campo obrigatório