Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

ChatGPT ampliará a criatividade humana ou vai substituí-la?

Aldo Hernández Saldaña, da agência 'another', comentou sobre o ChatGPT e a criatividade humana

ChatGPT ampliará a criatividade humana ou vai substituí-la?
Notícias ao Minuto Brasil

10:45 - 29/08/23 por Rafael Damas

Tech Inteligência Artificial

O ChatGPT é uma das ferramentas de inteligência artificial mais usadas no mundo e sua descoberta gerou uma lista de perguntas e debates sobre seu uso. No entanto, para vários setores, é inegável que ele veio para ficar, e até mesmo alguns especialistas em marketing acreditam que ele ajudará a melhorar os processos criativos de diferentes mercados.

Nesse sentido, e como parte de sua estratégia para ampliar o aprendizado entre os criadores de conteúdo, a another, agência de comunicação estratégica com a maior oferta da América Latina, realizou um webinar para compartilhar seus processos, trabalho e estilo ético ao trabalhar com a ferramenta criada pela OpenAI.

Durante o webinar intitulado "O ChatGPT está aqui: O que você precisa saber para fazer desta ferramenta uma aliada", conduzido por Aldo Hernández Saldaña, Editor Sênior da agência, jornalista e um dos mais proeminentes pensadores em conteúdo de moda, varejo, luxo e estilo de vida para diferentes marcas, apresentou alguns dos processos mais utilizados por meio do uso da famosa inteligência artificial.

Ao falar no evento, o especialista destacou que, no momento, o ChatGPT funciona melhor em processos colaborativos, bem como com ideias criativas. Ele também mencionou que, de acordo com dados do Fórum Econômico Mundial, até 2025, espera-se que a inteligência artificial possa criar novos empregos, até 97 milhões de pessoas aproximadamente.

"A inteligência artificial não vem para substituir a criatividade humana, mas para ampliá-la. É uma ferramenta que, nas mãos certas, pode levar nossas ideias a novos horizontes", disse ele.

Hernández Saldaña reforçou que a profissão jornalística, especialistas em marketing e os criadores de conteúdo devem usar a ferramenta sob altos padrões éticos, onde a inspiração e a mente humana são os curadores finais dos textos que alcançarão diferentes públicos.

Por meio de uma apresentação exclusiva sobre o tema, o editor da another destacou os impressionantes recursos de programação do ChatGPT, uma ferramenta projetada para fornecer assistência por meio de conversas baseadas em tecnologia de aprendizado. É importante observar que essa versão tem armazenamento de dados até novembro de 2021, o que estabelece certas limitações em seu conhecimento e respostas.

Ele enfatizou que a tecnologia de bate-papo aprende com a interação com os mais de 100 milhões de usuários que interagem todos os dias com essa ferramenta, mas, quando usada por mãos humanas, pode ter tanto resultados incríveis quanto usos técnicos indevidos que acabam em ações controversas, como plágio e até mesmo censura do bate-papo em diferentes países europeus. Sobre esta questão, ele argumentou que as regras e os regulamentos de países, empresas ou organizações devem ser respeitados pelos especialistas que trabalham nas áreas em que essa tecnologia não pode ser usada, a fim de evitar sanções e respeitar as leis impostas.

O jornalista também apresentou prompts, ou seja, as instruções ou frases iniciais mais comumente usadas no setor no momento. Ele explicou que eles fornecem um modelo de linguagem ou um sistema de processamento de linguagem natural para gerar uma resposta coerente e relevante.

Por fim, Aldo Hernández argumentou que, na América Latina, várias empresas dedicadas à comunicação estratégica estão prestes a entrar na onda do bate-papo para integrá-lo como mais um de seus serviços e, portanto, os especialistas em marketing e redatores devem se juntar à vanguarda sem emoções de medo ou receio de perder o emprego, pelo contrário, ele acrescentou que, em todas as grandes revoluções, as ferramentas tecnológicas vieram para ampliar o conhecimento humano e os processos criativos, em vez de substituir as pessoas, que são fundamentais e insubstituíveis.

Campo obrigatório