Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Satélite fora de serviço há 13 anos vai reentrar na atmosfera terrestre

O satélite pioneiro na observação da Terra, o ERS-2 foi lançado em 1995 e colocado a uma altitude de quase 800 quilômetros

Satélite fora de serviço há 13 anos vai reentrar na atmosfera terrestre
Notícias ao Minuto Brasil

05:20 - 20/02/24 por Notícias ao Minuto Brasil

Tech ERS-2

Um satélite europeu inovador da década de 1990, com aproximadamente 2,3 toneladas, está prestes a realizar uma reentrada não controlada na atmosfera terrestre. Contudo, não há motivo para alarme.

O ERS-2, lançado quase 30 anos atrás como o mais avançado instrumento de observação da Terra desenvolvido e lançado pela Europa na época, está programado para se fragmentar durante o processo, com a expectativa de que a maioria de suas partes queime durante a reentrada, conforme informado pela Agência Espacial Europeia (ESA).

Apesar disso, como a reentrada do satélite, que operou até 2011, será "natural" (objetos com massas semelhantes reentram na atmosfera da Terra a cada uma ou duas semanas), a agência não pode prever com precisão quando e onde, especificamente, o satélite entrará na atmosfera terrestre.

Segundo uma previsão da ESA desta segunda-feira (19), a reentrada está prevista para ocorrer por volta das 12h da próxima quarta-feira (21), no horário de Brasília.

A ESA o desativou em 2011 para que caísse gradualmente em direção à Terra, a cerca de 500 km de distância, em apenas 13 anos.

A ESA está monitorando constantemente a altitude orbital do satélite à medida que ele diminui. Embora seja possível que alguns fragmentos alcancem a superfície terrestre, a expectativa é que caiam no oceano. É importante ressaltar que nenhum desses fragmentos conterá substâncias tóxicas ou radioativas, conforme esclarecido pela ESA.

Além disso, a probabilidade de um ser humano ser atingido por detritos espaciais é extremamente baixa, estimada em cerca de uma em um trilhão.

Leia Também: Luz intensa e rastro de fumaça; meteorito explode no céu de Portugal

Campo obrigatório