Meteorologia

  • 12 ABRIL 2021
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Aos 81, ex-governador do DF tem Alzheimer em estágio grave

Esposa de Joaquim Roriz relatou à perícia do IML que o político não consegue mais ler, escrever nem manter cuidados pessoais por conta própria; ações contra ele na Justiça podem ser suspensas

Aos 81, ex-governador do DF tem Alzheimer em estágio grave
Notícias ao Minuto Brasil

09:36 - 01/02/18 por Notícias Ao Minuto

Brasil Caso

O ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz, de 81 anos, tem um quadro de doença de Alzheimer severa. A informação aparece em laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) da Polícia Civil do DF. O documento foi produzido em em dezembro, mas só agora teve resultado revelado pelo jornal Correio Braziliense.

O texto indica que o ex-governador tem de “síndrome demencial, de etiologia mista, Alzheimer e vascular (CID1O F00.2 e F01.9), em estágio grave, com intensa repercussão sobre sua autonomia”.

À perícia, a mulher do ex-governador, Weslian Roriz, relatou que o marido não consegue mais ler, escrever nem manter cuidados pessoais por conta própria. A doença teria se agravado há dois anos. Atualmente, ele é incapaz de acompanhar o que acontece no mundo político.

+ Quinto filho de Rodrigo Maia inaugura suíte de luxo em hospital

Fora as doenças mentais,Roriz tem diabetes, faz hemodiálise diariamente, realizou cirurgias de revascularização miocárdica, com o implante de três pontes de safena e de duas mamárias.

Com isso, as ações judicias a que o ex-governador responde na Justiça podem ser suspensas. O coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), Clayton Germano, afirma que o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) vai analisar o laudo para avaliar se pedirá exames complementares ou se homologará o exame já feito Instituto de Medicina Legal, por determinação da Justiça.

Caso seja mantido o laudo, o MPDFT dvee pedir a suspensão do processo de Joaquim Roriz e o prosseguimento em relação aos demais réus, segundo determinação do artigo 149 do Código de Processo Penal. Trata-se da ação penal que indica favorecimento à empresa WRJ na construção do residencial Monet, em Águas Claras, no DF. Com base nesse entendimento, todas as ações penais contra Roriz também deverão ser anuladas.

Campo obrigatório