Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Lais Souza diz ter sofrido abusos de cuidadores: 'Medo de me matarem'

A ex-ginasta, que ficou tetraplégica, afirmou que conta com quatro cuidadores e que já passou por situações ruins

Lais Souza diz ter sofrido abusos de cuidadores: 'Medo de me matarem'
Notícias ao Minuto Brasil

05:00 - 29/08/23 por Estadao Conteudo

Esporte Desabafo

A ex-ginasta Lais Souza revelou que sofreu abusos sexuais de cuidadores desde que ficou tetraplégica. Em conversa com o ex-BBB Rodrigo Mussi, a medalhista em Jogos Pan-Americanos afirmou também que foi vítima de furtos.

"O que eu tive de aprender a ler a pessoa, ver a atitude, perguntar de uma forma para pegar no pulo, mas, na maioria das vezes, é impossível. Eu já fui abusada de criança, com quatro anos. Depois do meu acidente, foi quando fiquei vulnerável. Foram abusos inesperados. Eu estava deitada, dormindo... Simplesmente sem ver o que estava ocorrendo. Não tenho sensibilidade em 100% do corpo, e a pessoa aproveita daquilo. Se eu deitar de barriga (para baixo), não sei o que está acontecendo e tenho muitos procedimentos que preciso fazer nessa posição", disse Laís.

Na entrevista, a ex-ginasta afirmou que conta com quatro cuidadores e que há um percentual elevado de profissionais com quem já contou que não são bons. "De cada 10, quatro não são legais", disse Mussi sobre diálogo que teve com a assessora de Laís.

Lais contou que está com a confiança nas pessoas bastante abalada depois desses traumas. "Minha confiança é bem abalada. Para eu confiar em alguém preciso conviver. Quando vai entrar um cuidador, eu explico tudo como quero, deixo tudo no lugar certo para que ele não precise dar nem um passo para lá e tudo fique no meu controle. Hoje 'confio' (nos atuais cuidadores). mas eu desconfiaria até da minha própria família."

A ex-ginasta revelou que os casos aconteceram, em sua maioria, quando estava pegando no sono e não há um perfil específico de abusadores. "Mas a maioria foi quando estava quase dormindo. Já aconteceu com homem, mulher, homem gay e mulher gay. Quem já passou por isso sabe que quem tem de ouvir é o homem hétero, mas também a população em geral. Nosso corpo é nosso corpo e não tem de ser invadido."

Por fim, Lais afirmou que sentiu medo ao denunciar os abusos, reforçou que não sofreu ameaças, mas apontou furtos e chacoalhões como outros acontecimentos que marcaram os últimos anos. "Simplesmente denunciei. Alguns me deram medo, confesso. Medo de a pessoa vir atrás de mim e me matar. Só medo mesmo (não teve ameaça). Não (houve) só abusos, como pequenos furtos dentro da minha casa. Um moleque já me chacoalhou, e eu estava na Disney com ele. Ele estava cuidando de mim lá e me chacoalhou."

Em janeiro de 2014, durante um treinamento para participar dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sóchi, Lais colidiu com uma árvore e sofreu uma torsão da coluna cervical que a deixou tetraplégica. A partir daquele momento, a ex-ginasta passou a contar com cuidados intensivos. Atualmente, Lais dá palestras e se dedica à arte plástica.

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório