Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Rodrygo tira pressão de Diniz e assume função de líder da seleção contra Argentina

Com a camisa 10, o atacante do Real Madrid terá a responsabilidade de liderar a equipe no duelo com a Argentina, marcado para a próxima terça-feira, às 21h30, no Maracanã, pela sexta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Rodrygo tira pressão de Diniz e assume função de líder da seleção contra Argentina
Notícias ao Minuto Brasil

10:15 - 19/11/23 por Estadao Conteudo

Esporte Seleção Brasileira

Com as ausências de Neymar e Vinícius Júnior, Rodrygo recebeu a missão de ser o protagonista da seleção brasileira, comandada por Fernando Diniz. Com a camisa 10, o atacante do Real Madrid terá a responsabilidade de liderar a equipe no duelo com a Argentina, marcado para a próxima terça-feira, às 21h30, no Maracanã, pela sexta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo.

"É normal sempre as responsabilidades aumentarem. Sei que a minha hora ia chegar pouco a pouco. Claro que com a baixa do Neymar, sem o Vini, esperam ainda mais de mim e espero retribuir. Confiam em mim, tenho trabalhado cada vez melhor, e espero que, com a ajuda da minha equipe, tudo dê certo. Estou tentando me adaptar nessa função de camisa 10, sei da responsabilidade que é, jogadores que fizeram história por nosso país. É tentar agarrar a oportunidade da melhor maneira. Fui atacante na maior parte da carreira, agora jogando nessa nova função é tentar me adaptar", afirmou.

Rodrygo ainda tirou a responsabilidade das costas de Diniz pela sequência ruim da seleção brasileira nas Eliminatórias. Esta é a primeira vez na história que o Brasil perde dois jogos consecutivos na competição.

"Acredito que pela qualidade dos jogadores que vêm para a Seleção, a gente não precisa desse tempo todo que falam. Começamos o jogo contra a Colômbia bem, fazendo o que o Diniz pediu, fizemos gol rápido. Por um tempo, a gente desligou. Acaba sendo mais responsabilidade nossa do que do Diniz, ele passou o que a gente tinha que fazer, falou 'não deixa fazer isso', era sobre cruzamentos, foi como tomamos os dois gols. A partir do momento que a gente fez tudo o que ele pediu, deu certo. Não precisa de tanto tempo, claro que é um futebol diferente de todos os outros, mas não é uma coisa tão longa para mudar. Pela qualidade de todo mundo, conseguimos pegar rápido", disse.

O atacante admitiu estar ansioso para o duelo com a Argentina, colocando a partida como uma das principais da sua carreira. "Brasil e Argentina é sempre diferente, estava sempre conversando com minha família antes de vir, a gente pensando muito nesse jogo. No Maracanã, é ainda mais especial. Mesmo com pouca idade, mas tendo experiência grande, esse vai ser um top-3 de jogos importantes para mim. É difícil prever como vai. É sempre um jogo onde, independentemente da situação, é difícil falar antes. Todas as equipes têm que tomar cuidado e respeitar o adversário", afirmou.

O Brasil entra na rodada precisando vencer para não correr risco de sair da zona de classificação para a próxima edição da Copa do Mundo. A seleção está em quinto, com sete pontos, atrás de Argentina (12), Uruguai (10), Colômbia (9) e Venezuela (8).

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório