Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Paulistão começa com Palmeiras e São Paulo como favoritos e times do interior como coadjuvantes

Campeão da Copa do Brasil, o São Paulo aparece como principal concorrente diante da hegemonia do rival. Corinthians e Santos estão bastante modificados, o time praiano principalmente, após o duro rebaixamento no Brasileirão.

Paulistão começa com Palmeiras e São Paulo como favoritos e times do interior como coadjuvantes
Notícias ao Minuto Brasil

16:50 - 20/01/24 por Estadao Conteudo

Esporte Campeonato Paulista

Atual bicampeão estadual, o Palmeiras entra no Paulistão deste ano como favorito a mais um título, muito pela manutenção do elenco e pela permanência do técnico Abel Ferreira. Campeão da Copa do Brasil, o São Paulo aparece como principal concorrente diante da hegemonia do rival. Corinthians e Santos estão bastante modificados, o time praiano principalmente, após o duro rebaixamento no Brasileirão.

Apesar do grande momento palmeirense, o dono de mais títulos continua sendo o Corinthians, com 30 títulos, seguido pelo Palmeiras, com 25. Santos e São Paulo têm 22 cada. A Portuguesa soma três. Pelo interior, aparecem o Ituano, com duas conquistas, e três clubes com uma: Red Bull Bragantino, Internacional e São Caetano.

Mas a disputa não é apenas pelo título, porque os cinco melhores classificados vão garantir vagas na milionária Copa do Brasil de 2025. Neste ano, por exemplo, clubes que normalmente entravam pelo ranking nacional, estão de fora, como o Santos e a dupla de Campinas (Guarani e Ponte Preta).

Além disso, três times mais bem classificados terão vagas na Série D do Campeonato Brasileiro de 2025, desde que não participem das Séries A, B e C. Desta vez, foi extinta a Taça Independência, que servia como consolo aos times do interior eliminados na primeira fase.

Dos clubes do interior, com exceção de Bragantino, Ituano, por ser o último campeão tirando os quatro grandes, fez movimentos interessantes no mercado e pode novamente surpreender, assim como o Guarani, que chegou a brigar pelo acesso na Série B do na última temporada e fez algumas trocas em seu elenco que chamaram a atenção.

Ponte Preta e Novorizontino estão de volta após passarem um ano na Série A2 do Campeonato paulista e vão ocupar as vagas dos rebaixados São Bento e Ferroviária. Assim como aconteceu nos anos anteriores, o Paulistão tem quatro grupos com quatro clubes cada: Ituano, Portuguesa, Santo André e Santos (A); Guarani, Palmeiras, Ponte Preta e Água Santa (B); Red Bull Bragantino, Corinthians, Inter de Limeira e Mirassol (C); e Botafogo, Novorizontino, São Bernardo e São Paulo (D).

GRUPO A

ITUANO - No último Paulistão, lutou contra o rebaixamento e só escapou da queda na rodada final. Para esta temporada, Juninho Paulista voltou ao cargo de dirigente após deixar a CBF e manteve Marcinho Freitas como treinador. No time, as estrelas são: Jean Pyerre e Thonny Anderson, dois jogadores que passaram pelo Grêmio.

PORTUGUESA - Também brigou até o fim para evitar a queda na última temporada e não caiu por detalhe. Tentando voltar ao cenário nacional, apostou em nomes experientes e consagrados, a exemplo do meia Giovanni Augusto, ex-Corinthians, e do atacante Henrique Dourado, ex-Palmeiras. O técnico será Dado Cavalcanti.

SANTO ANDRÉ - Diferente de seus adversários do grupo, não conseguiu a classificação às oitavas, mas esteve em situação confortável na luta contra o rebaixamento. O técnico Fernando Marchiori não terá um elenco estrelado, mas tem alguns nomes conhecidos, como o do lateral Edimar, ex-Vasco e Bragantino.

SANTOS - Com a volta de Marcelo Teixeira à presidência, mudou todo o seu elenco para tentar apagar as temporadas passadas, consideradas desastrosas. O time praiano apostou em medalhões para 2024 e trouxe nomes como o zagueiro Gil, os meias Giuliano, Cazares e Otero, além do atacante Willian Bigode. E confia no técnico Fábio Carille, tricampeão paulista com o Corinthians - 2017, 2018 e 2019. Nas últimas três edições o Santos não passou da fase inicial e em duas últimas temporadas disputou contra o descenso até o final, o que acabou acontecendo no Brasileirão.

GRUPO B

GUARANI - Passou por mudanças após perder o acesso na Série B. É bem verdade que saíram nomes importantes da última temporada, mas parece ter contratado à altura. O volante Camacho, ex-Santos, e o meia Chay, ex-Botafogo, devem liderar a equipe. Umberto Louzer foi mantido como treinador.

PALMEIRAS - Grande favorito ao tricampeonato, não perdeu nenhum titular e ainda trouxe reforços pontuais, como o lateral Caio Paulista, o atacante Bruno Rodrigues e o volante Aníbal Moreno. O principal trunfo foi a manutenção do técnico Abel Ferreira, com contrato ampliado até o fim de 2025. O atual bicampeão brasileiro tem como estrela o jovem Endrick, que no momento, está servindo à seleção brasileira pré-olímpica.

PONTE PRETA - Após conquistar o título da Série A2, retorna à elite para tentar fazer algo diferente. João Brigatti terá à sua disposição jogadores como o meia Elvis, ídolo da torcida, e o atacante Renato, ex-CRB, que era cotado no rival Guarani. O grupo é limitado e promete lutar para não cair de novo.

ÁGUA SANTA - Atual vice-campeão, então sob comando de Thiago Carpini, terá que se superar mais uma vez para tentar o impossível. Bruno Pivetti terá a missão de comandar a equipe que conta com o zagueiro Roger Carvalho, ex-Palmeiras, e o atacante Neílton, ex-Santos.

GRUPO C

RED BULL BRAGANTINO - Continua na busca por um título desde que se juntou à empresa de bebidas energéticas. O português Pedro Caixinha foi mantido como treinador, mas perdeu nomes importantes, como Artur, que foi para o Palmeiras no meio do ano passado e hoje é reforço do Zenit, da Rússia, e Léo Ortiz, que tem um imbróglio com o clube após receber uma proposta do Flamengo.

CORINTHIANS - O Corinthians, sob a presidência de Augusto Melo, se movimentou no mercado para tentar voltar ao topo e bater de frente com Palmeiras e São Paulo. O clube fez uma limpa em seu elenco ao liberar jogadores que estavam desgastados no clube e contratou novos atletas para renovar o fôlego. Cássio e Yuri Alberto são os pilares do time, que ainda não tem a "cara" do técnico Mano Menezes.

INTER DE LIMEIRA - Chegou a brigar contra o rebaixamento no ano passado e tem apostado no grupo para tentar avançar de fase. O técnico Júnior Rocha é talvez a principal figura com menos nomes renomados no elenco, mas com muita experiência no futebol paulista.

MIRASSOL - Segurou o técnico Mozart para 2024 e deve aparecer como uma das principais forças do interior. O goleiro Vanderlei, ex-Santos, foi contratado para brigar por posição com Alex Muralha. No meio, Gabriel, ex-Flamengo, é o principal destaque. Tem um grupo forte e uma grande estrutura, baseados na organização e no profissionalismo.

GRUPO D

BOTAFOGO - Pode ser uma das principais surpresas da temporada. O time de Ribeirão Preto trouxe para o cargo de treinador uma indicação de Jorge Jesus, o português Paulo Gomes. No elenco, quem mais chama a atenção é o atacante Leandro Pereira, com passagem vencedora pelo Palmeiras.

NOVORIZONTINO - Vice-campeão da Série A2, sonha fazer bonito após quase conquistar o acesso na Série B, terminando em quinto lugar. O técnico é o experiente Eduardo Baptista, que conhece muito bem o clube. Nesta semana, contratou o atacante Lucca, ex-Corinthians e Ponte Preta.

SÃO BERNARDO - Surpreendeu com a segunda melhor campanha da primeira fase no ano passado e aposta na manutenção da base e na permanência do técnico Márcio Zanardi para repetir o feito. No time, quem chama a atenção é o atacante Silvinho, ex-São Paulo.

SÃO PAULO - A expectativa é grande pelos lados do Morumbi, que trouxe Thiago Carpini após Dorival Júnior aceitar o convite para dirigir a seleção brasileira. A direção segurou seus principais jogadores, inclusive o atacante Lucas Moura, e trouxe bons nomes para a temporada, dentre eles, o volante Luiz Gustavo, com Copa do Mundo no currículo. O time aposta também no talento do meia colombiano James Rodríguez e no faro de gol do argentino Calleri para voltar a ser campeão.

1ª RODADA

Em busca do 26º título, o terceiro consecutivo, o Palmeiras estreia diante do Novorizontino, de volta à elite estadual. O Santos é outro que estreia fora. Dono de 22 títulos, sendo o último em 2016, o clube praiano encara o Botafogo, em Ribeirão.

Campeão em 22 oportunidades, o São Paulo duela contra o Santo André, na estreia do novo nome de seu estádio, o Morumbis. Já o maior campeão, com 30 troféus, o Corinthians recebe o Guarani, para iniciar bem o ano de 2024.

Já o último campeão do interior - em 2014 -, o Ituano visita o São Bernardo, time que teve a segunda melhor campanha da primeira fase na temporada passada. O atual vice-campeão, o Água Santa mede forças com o Bragantino, campeão em 1990.

Entre os pequenos, um encontro de campeões. A Inter de Limeira, que venceu em 1986, enfrenta a tricampeã Portuguesa, no estádio Major Levy Sobrinho, o Limeirão.

FORMA DE DISPUTA

A competição começa neste sábado, dia 20, e vai até 7 de abril, com 16 participantes, e será realizada em quatro fases, nas quais os clubes jogarão no mínimo 12 e no máximo 16 partidas, todas com a presença do Árbitro de Vídeo (VAR).

Na primeira fase, os clubes de um grupo jogarão com todos os clubes das demais chaves, em turno único, classificando-se para a fase de quartas de final os dois clubes com o maior número de pontos ganhos nesta fase, em cada um dos grupos. Os dois clubes que obtiverem o menor número de pontos ganhos, independente do grupo, serão rebaixados à Série A2 de 2024.

No mata-mata, as fases de quartas de final e semifinais serão decididas em jogo único. Mas, na decisão, os jogos serão de ida e volta.

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório