Meteorologia

  • 17 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

A tecnologia que pode 'matar' o VAR: "humanos já não serão necessários"

Especialista explica o impacto que o 5G Standalone pode ter no mundo do futebol.

A tecnologia que pode 'matar' o VAR: "humanos já não serão necessários"
Notícias ao Minuto Brasil

11:15 - 20/01/24 por Notícias ao Minuto Brasil

Esporte Inglaterra

A necessidade do VAR no mundo do futebol pode 'morrer' no prazo de apenas cinco anos, caso a tecnologia 5G Standalone venha a ser implementada com sucesso em alguns lugares, como é o caso do Reino Unido.

Esta é a opinião de Andrew Grill, especialista que acredita que esta rede de infraestruturas de dados móveis, que promete velocidades muito mais elevadas, uma latência menor e uma maior confiabilidade e segurança para os usuários, pode 'revolucionar' o futebol, com a simples introdução de um chip na bola.

"O que vamos ver é a capacidade de ligar centenas de aspectos, em campo. Isto significa que os dados estarão disponíveis para árbitros, produtores e espectadores. Todos terão acesso aos mesmos dados, no estádio, no celular, e será bastante óbvia qual será a decisão", afirmou.

"Hoje em dia, temos de esperar para ver o que o VAR diz. Há repetições, olha-se para ângulos que podem estar um pouco bloqueados. Esperas que um incidente em particular seja captado do ângulo certo, e, mesmo assim, cometem-se erros", prosseguiu, no jornal britânico Daily Mail.

"Se tivermos informação vinda da bola, de quem a tocou e onde tocou, os humanos já não serão necessários para rever informação imperfeita. Teremos informação e dados perfeitos. Quanto melhor for a qualidade dos dados, melhor será a decisão", completou.

Leia Também: Cerimônia de abertura dá início aos Jogos de Inverno da Juventude 2024

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório