Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Fratura no dedo do pé pode tirar zagueiro Gustavo Gómez do Paulistão

Fraturas como a de Gustavo Gómez precisam de quatro a seis semanas de imobilização

Fratura no dedo do pé pode tirar zagueiro Gustavo Gómez do Paulistão
Notícias ao Minuto Brasil

21:24 - 20/02/24 por Folhapress

Esporte Palmeiras

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Gustavo Gómez, zagueiro do Palmeiras, pode acabar perdendo as fases finais do mata-mata do Campeonato Paulista. Essa é a opinião de um especialista que comentou a fratura no dedo do pé esquerdo sofrida pelos paraguaio após uma entrada dura do atacante Ángel Romero no dérbi do último fim de semana.

Fraturas como a de Gustavo Gómez precisam de quatro a seis semanas de imobilização. Além disso, tem o período de reabilitação e recuperação, que é rápida para um atleta de alto nível, mas pode tirar o jogador da reta final do estadual.

A lesão do zagueiro não terá intervenção cirúrgica. O departamento médico do Palmeiras entende que o caso não é grave e por isso não existe a necessidade de operação.

O Palmeiras não deu prazo para retorno de Gómez. Como já aconteceu em outros casos, o clube evita estipular prazo para a recuperação de lesão de seus atletas.

Naves deve ser o substituto do paraguaio. O jovem criado na base alviverde foi o escolhido por Abel Ferreira para substituir Gómez no clássico e tem prestígio com a comissão técnica.

A médica Tania Szejnfeld Mann, ortopedista e traumatologista especializada em tornozelo, pé e doenças do osso, explicou como é o tratamento em lesões como essa e falou sobre o prazo para a volta do jogador.

"Fratura do dedo do pé, em geral, não é de tratamento cirúrgico, vai muito bem no tratamento com imobilização. Costuma usar esparadrapos com o dedo do lado. Dedo que quebrou é 'grudado' com o adjacente, e normalmente usa sandália imobilizadora, de solado rígido, para que quando a pessoa caminhe, não faça a dobra da parte da frente do pé. Sandália acaba protegendo o movimento e dando a estabilidade necessária", afirmou.

Ela também comentou sobre o período em que o beque ficará afastad. "Fraturas demoram de quatro a seis semanas de imobilização. Depois do período de imobilização, tem a parte da reabilitação, recuperação. Fraturas de dedo no geral recuperam bem, não causam grande repercussão, prejuízo mecânico aos jogadores, relativamente rápida a reabilitação. Neles é bem rápido, umas duas semanas, depende da dor, é mais difícil falar, depende de protocolo de reabilitação. De jogador é mais rápido, mas estabelecer um prazo não estaria adequado. Protocolo vai depender basicamente da equipe médica."

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório