Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Web critica Neymar por ajudar a diminuir pena de Daniel Alves

Daniel foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão na manhã desta quinta-feira (22)

Web critica Neymar por ajudar a diminuir pena de Daniel Alves
Notícias ao Minuto Brasil

00:30 - 23/02/24 por Folhapress

Esporte Redes Sociais

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A família de Neymar foi responsável por ajudar no pagamento dos R$ 900 mil reais (150 mil euros) pagos por Daniel Alves à vítima, que ajudaram a atenuar a pena do ex-lateral da seleção na condenação por estupro.

O jogador foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão na manhã desta quinta-feira (22). Nas redes sociais, internautas revoltados criticam o apoio.
Além do valor, a família de Neymar também cedeu o representante jurídico Gustavo Xisto, segundo o UOL. No X, a maioria dos internautas julga absurda a ajuda, já que o jogador estaria defendendo crime.

O fato de Neymar ser "pai de menina" (Mavie, de quatro meses, filha do jogador com a influenciadora Bruna Biancardi) também é citado como agravante.

"Neymar pagou para reduzir 5 anos a pena do Daniel Alves, condenado por estupro. Neymar.. que é pai de menina", escreveu o usuário @cabreloatips no X. "Patrocinado por Neymar, Daniel Alves comprou 4 anos de liberdade com uma indenização de 150 mil euros –troco de bala para os 'parças'.", escreveu o jornalista Fabrizio Neitzke.

Internautas se revoltaram com a dificuldade em ser mulher e com a falta de empatia do jogador. "O Neymar acabou de ter um filha mulher, ele tem eu acredito, um amor incondicional pela mãe dele, irmã. E não tem noção do que o Daniel Alves fez ? Do que essa mulher tá sofrendo", escreveu a usuária Amanda Ceará.

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório