Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Presidente do COB diz que Brasil não participará dos Jogos da Amizade de Putin na Rússia

De acordo com Teixeira, o Brasil seguirá a orientação do Comitê Olímpico Internacional (COI) de não enviar uma delegação para o evento, previsto para ser realizado entre 15 e 29 de setembro nas cidades de Moscou e Ecaterimburgo.

Presidente do COB diz que Brasil não participará dos Jogos da Amizade de Putin na Rússia
Notícias ao Minuto Brasil

18:43 - 29/03/24 por Folhapress

Esporte COMITÊ-OLÍMPICO

ANDRÉ FONTENELLE
SAINT-OUEN, FRANÇA (FOLHAPRESS) - O presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley Teixeira, revelou à Folha de S.Paulo nesta sexta-feira (29) que o país não participará dos Jogos da Amizade, promovidos pelo governo de Vladimir Putin na Rússia para rivalizar com os Jogos Olímpicos de Paris.

De acordo com Teixeira, o Brasil seguirá a orientação do Comitê Olímpico Internacional (COI) de não enviar uma delegação para o evento, previsto para ser realizado entre 15 e 29 de setembro nas cidades de Moscou e Ecaterimburgo.

Por outro lado, o dirigente adiantou que não haverá proibição à eventual participação individual de atletas brasileiros, se as regras das respectivas modalidades assim permitirem.

"Tem que obedecer à Carta Olímpica. A gente não está proibindo. Até porque é uma época fora da lógica de preparação dos atletas, em um período pós Olimpíada", declarou o presidente do COB.

Paulo Wanderley está na França para visitas ao Comitê Olímpico do país e a instalações na cidade-sede dos Jogos Olímpicos, marcados para o período entre 26 de julho e 11 de agosto. A base da delegação brasileira será a cidade de Saint-Ouen, a cerca de 45 minutos da capital.

"Não tenho comentário a fazer [sobre os Jogos da Amizade], se é algo positivo ou não", finalizou o dirigente do comitê brasileiro.
Excluída dos Jogos de Paris por causa da guerra na Ucrânia, a Rússia terá uma cota de atletas que poderão participar da disputa, sob bandeira neutra, mas que não estarão no desfile da cerimônia de abertura.

O COI criticou duramente a decisão russa de realizar os Jogos da Amizade em resposta às sanções impostas, acusando o governo Putin de "politizar o esporte" ao promover o evento por meio de uma "intensa ofensiva diplomática" e de contatos diretos com "os governos de todo o mundo".

Em comunicado oficial, o órgão olímpico pediu ao mundo esportivo e aos governos convidados por Moscou que "rejeitem qualquer participação e apoio" ao novo evento.

Em resposta, a Rússia acusou a entidade de "discriminação", "neonazismo" e "intimidação".

"As decisões do COI são ilegais, injustas e inaceitáveis. Estamos escandalizados com as condições discriminatórias sem precedentes impostas", declarou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova. "Essas declarações demonstram até que ponto o COI se afasta dos seus princípios e se inclina para o racismo e o neonazismo".

Leia Também: Griner, ex-detenta na Rússia, é convidada para acampamento da seleção de basquete dos EUA

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório