Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Mais um brasileiro a caminho das Olimpíadas é suspenso por doping

Melhor do país na categoria até 60kg do judô, ele poderá voltar a competir na semana que vem, depois de uma punição retroativa de seis meses. Ele perdeu resultados e não tem mais chances de ir a Paris

Mais um brasileiro a caminho das Olimpíadas é suspenso por doping
Notícias ao Minuto Brasil

15:30 - 20/04/24 por Folhapress

Esporte ESPORTE-DOPING

(UOL-FOLHAPRESS) - Matheus Takaki é o segundo brasileiro que estava se classificando às Olimpíadas a ser suspenso por doping só neste mês. Melhor do país na categoria até 60kg do judô, ele poderá voltar a competir na semana que vem, depois de uma punição retroativa de seis meses. Ele perdeu resultados e não tem mais chances de ir a Paris.

O judoca da Sogipa e da Marinha testou positivo para Clomifeno, uma substância usada no tratamento de câncer de mama. No meio esportivo, ela é usada para diminuir a aromatização do excesso de testosterona em estrogênio. Em outras palavras: usada para encobrir doping por anabolizante.

Takaki não foi julgado e a punição dele é por acordo, aplicada pela Federação Internacional de Judô (IJF). Começa a valer em 26 de outubro do ano passado, quando ele se colocou em suspensão provisória, e termina em 25 de abril. A defesa dele diz que foi comprovada a contaminação por um suplemento alimentar.

No site da IJF, já aparece a desqualificação dele no Campeonato Pan-Americano, quando foi campeão, e no Grand Slam de Abu Dabi, quando foi prata. Até então ele nunca havia conquistado uma medalha no circuito mundial, exceto por um Open na Bahia em que só enfrentou brasileiros.

Sem os pontos, Mateus despencou no ranking olímpico. Era 27º e caiu para o 91º lugar, já sem qualquer chance de classificação à Olimpíada. Com isso, o único brasileiro na briga pela vaga na categoria até 60kg, única sem convocação no time masculino, é Michel Augusto, em 29º, duas posições acima da linha de corte.

No começo do mês, o Brasil já havia perdido também por doping Caroline de Melo Thomaz, outra atleta que apresentou crescimento exponencial de resultados recentemente. Ela testou positivo para um esteroide anabolizante em exame surpresa conduzido pela ABCD e estava na zona de classificação à Olimpíada nos 110m com barreiras.

No atletismo, a World Athletics denunciou que o Brasil tem feito pouco controle surpresa de doping, e estipulou regra que só atletas que passarem por três exames nos 10 meses que antecedem os Jogos podem ir a Paris.

A regra não vale no judô, esporte que tem incidência de doping muito menor. Atualmente, só três atletas estão suspensos por doping pela IJF. Na Olimpíada passada o Braisl já não contou com Rafaela Silva, suspensa por doping.

Transmissões ao vivo dos jogos dos principais times do Brasileirão!

Veja resultados, notícias, entrevistas, fotos, vídeos e os bastidores do mundo do esporte

Obrigado por ter ativado as notificações do Esporte ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Brasil Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório