Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Homem é condenado a 32 anos de prisão por atropelar 15 e matar criança

Caso aconteceu em novembro de 2014, na saída de um culto religioso na zona norte de São Paulo

Homem é condenado a 32 anos de prisão por atropelar 15 e matar criança
Notícias ao Minuto Brasil

08:29 - 19/04/18 por Folhapress

Justiça são paulo

Rhenan Bento da Silva, acusado de atropelar e matar uma criança e ferir outras 14 pessoas em São Paulo, foi condenado a 32 anos de prisão em regime fechado.

O crime ocorreu na noite de 9 de novembro de 2014, na saída de um culto religioso no Jardim Brasil, na zona norte da capital. Rhenan dirigia em alta velocidade e sem habilitação pela avenida Roland Garros quando perdeu o controle do carro, atingiu as pessoas na calçada e atingiu pelo menos um carro parado próximo à igreja, onde uma família embarcava. Ele fugiu do local sem prestar socorro.

Após o acidente, moradores da região tentaram quebrar o carro, que ficou danificado. Dentro do veículo a Polícia Civil encontrou porções de maconha e cocaína.

Três dias depois do crime, Rhenan se entregou e disse que fugiu do local por medo de ser linchado pelos moradores.

O julgamento teve início na manhã de quarta-feira (18) no Fórum de Santana e terminou apenas na madrugada de quinta (19). Rhenan foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado (contra a criança), 14 tentativas de homicídio (contra os feridos) e tráfico de drogas. Ele não poderá recorrer da decisão em liberdade.

Na sentença, a juíza Fernanda Salvador Veiga destacou o fato de o réu já ter passagem na polícia por porte ilegal de arma e receptação, além de ter fugido do local do crime sem prestar socorro.

No mesmo julgamento, a namorada de Rhenan, que estava no carro no momento do atropelamento, foi absolvida do crime de tráfico de drogas, o único do qual era acusada. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório