Meteorologia

  • 19 JULHO 2018
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Maduro pede conscientização a países que podem sair da Unasul

Seis dos 12 países que fazem parte da Unasul notificaram a Bolívia de que não participarão do bloco

Maduro pede conscientização a países que podem sair da Unasul
Notícias ao Minuto Brasil

06:35 - 21/04/18 por Lusa

Mundo Venezuela

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu, neste sábado (21), aos líderes dos seis países que anunciaram que vão abandonar a União de Nações da América do Sul (Unasul) que tenham "consciência sul-americana".

"A Unasul tem tido problemas, espero que os líderes da direita, que governam a América do Sul, tenham um pouco de consciência sul-americana", disse.

Nicolás Maduro falava durante uma conferência de imprensa, que ocorreu na rampa 4 do Aeroporto Internacional Simón Bolívar de Maiquetia (norte de Caracas), pouco antes de partir para Havana, Cuba, onde irá se reunir com o novo Presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel.

"Se algum governo da direita tratar de a apunhalar [a Unasul], para dessangrá-la, os movimentos sociais e revolucionários da América do Sul vão defendê-la", frisou.

Seis dos 12 países que fazem parte da Unasul notificaram a Bolívia de que não participarão do bloco enquanto não houver garantias que funcione de maneira "adequada" e que seja eleito um novo secretário-geral para aquele organismo.

"Tendo em vista das circunstâncias atuais, decidimos não participar nas distintas instâncias da Unasul a partir desta data, até que não conte com resultados concretos que garantam o funcionamento adequado da organização", refere o comunicado assinado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros da Argentina, Colômbia, Chile, Brasil, Paraguai e do Peru.

+ Assad devolve condecoração entregue pela França

A Unasul está sem secretário-geral desde 2017, quando o ex-presidente da Colômbia, Ernesto Samper, anunciou que deixaria o cargo.

Para estes seis países, a "falta de consenso" sobre o único candidato apresentado, o argentino José Octavio Bordón, tem provocado "graves consequências".

A Unasul foi fundada em 2004, para promover a integração regional e dela fazem parte a Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e a Venezuela.

O México e o Panamá participam como observadores. 

Entretanto, o ministro de Relações Exteriores da Bolívia, Fernando Huanacuni Mamani, convocou uma reunião extraordinária dos ministros da Unasul para a segunda quinzena de maio. Com informações da Lusa.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório