Meteorologia

  • 25 MAIO 2019
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Mídia europeia acompanha de perto tragédia em Brumadinho

A BBC informa também que o episódio ocorreu na propriedade da maior mineradora do País, a Vale

Mídia europeia acompanha de perto tragédia em Brumadinho
Notícias ao Minuto Brasil

13:42 - 26/01/19 por Estadao Conteudo

Mundo Barreira rompida

A tragédia de Brumadinho, em Minas Gerais, vem sendo acompanhada de perto pela imprensa europeia. Além de fazer reportagem sobre o tema, a rede de televisão britânica BBC tem atualizado as informações sobre o Brasil em texto corrido na parte de baixo da televisão, enquanto trata de outros assuntos no noticiário. Em seu site, o colapso da barragem também está bem detalhado, acompanhado da informação de que há pouca esperança de encontrar as centenas de pessoas desaparecidas no Brasil. A BBC informa também que o episódio ocorreu na propriedade da maior mineradora do País, a Vale.

O jornal britânico de economia Financial Times também escolheu mencionar o caso em sua página principal na internet. O periódico recordou que, em novembro de 2015, a companhia também esteve envolvida em outra calamidade: 19 pessoas foram mortas quando barragens que continham resíduos na mina de minério de ferro se romperam, submergindo a cidade local de Mariana e lançando milhões de toneladas de lama nos rios. "As barragens de rejeitos são usadas para armazenar resíduos das minas, e a que quebrou na área de Brumadinho no último desastre da barragem do Vale estava ociosa."

Vídeo mostra momento em que barragem se rompe em Brumadinho

Ônibus com funcionários da Vale é encontrado soterrado; todos mortos

Veja também: Familiares de trabalhadores da Vale fazem buscas por conta própria

O também britânico The Guardian traz a história como a sua principal reportagem na versão online e publicou uma foto com o lamaçal que encobriu a região. "As chances de encontrar sobreviventes são 'mínimas' depois que as barragens de rejeitos de minério de ferro se romperam." Um vídeo também acompanha o texto, que informa que o presidente Jair Bolsonaro visitou Minas Gerais e sobrevoou ontem a área do desastre.

Na França, o jornal Le Monde também traz a informação na homepage, mas com menos destaque. A reportagem também comenta sobre a pequena probabilidade de se encontrarem mais sobreviventes e lembrou do drama similar ocorrido em 2015 no mesmo Estado. O Le Figaro, por sua vez, optou por dar bastante ênfase às imagens e ressalta que as autoridades brasileiras temem um registro "muito pior" do que os nove mortos e cerca de 300 desaparecidos registrados até agora.

Na Alemanha, o Bild também tem atualizado o seu noticiário sobre a tragédia brasileira com frequência. A última informação foi disponível às 15h30 local (12h30 de Brasília), citando atualizações de números de mortos e expectativas de sobreviventes e lembra que a calamidade de ontem faz voltar a memória o desastre da lama tóxica em Mariana, há pouco mais de dois anos, também em Minas Gerais. "Mais uma vez, atingiu a região de mineração do sul do Brasil. Entre as pessoas desaparecidas, estão muitos trabalhadores da empresa Vale." Com informações do Estadão Conteúdo.

+ Três anos após Mariana, Brasil vive nova tragédia ambiental; veja fotos

Veja também: Bolsonaro promete ‘apurar fatos e evitar novas tragédias’

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório