Meteorologia

  • 22 JULHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Michelle Bolsonaro pede que deputada retire prótese ocular durante evento do PL Mulher

Michelle fez Amália Barros (PL-MT) retirar sua prótese ocular antes de discursar no sábado (15)

Michelle Bolsonaro pede que deputada retire prótese ocular durante evento do PL Mulher
Notícias ao Minuto Brasil

06:36 - 18/07/23 por Estadao Conteudo

Política Repercussão

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro pediu que a deputada federal Amália Barros (PL-MT) retirasse sua prótese ocular antes de discursar no sábado, 15, durante evento do PL Mulher em João Pessoa (Paraíba). Após a parlamentar retirar a prótese, a ex-primeira-dama guardou o objeto no bolso. Michelle e Amália ocupam, respectivamente, a presidência e a vice-presidência do núcleo da sigla focado em incentivar candidaturas femininas e discutir políticas favoráveis às mulheres.

"Ela vai contar agora pra vocês o porquê de ela ser uma mulher que faz acontecer. Mas eu quero você sem prótese. Eu amo vê-la sem prótese, gente. Eu sei que o seu trabalho é esse, amiga. Deixa eu segurar seu olho", disse Michelle, enquanto guardava a prótese no seu bolso.

Após atender ao pedido da ex-primeira-dama, a deputada brincou ao dizer que cenas como essas são normais entre as duas. "Ela sempre faz isso comigo e eu ainda não aprendi a já vir sem prótese", disse.

Amália perdeu a visão aos 20 anos após contrair toxoplasmose, uma infecção causada pelo protozoário parasita que pode ser encontrado em fezes de gato e em alimentos contaminados. A doença pode causar cegueira, o que foi o caso da deputada. "Eu dormi enxergando e acordei cega. Foi da noite para o dia, literalmente", disse a parlamentar durante evento do PL Mulher.

PL Mulher

Michelle assumiu a presidência do PL Mulher em março de 2023 com o objetivo de realizar viagens pelo Brasil preparando o terreno para o lançamento de candidaturas a prefeito em 2024, principalmente de mulheres. Na época, como mostrou o Estadão, a legenda decidiu que a ex-primeira-dama iria receber o mesmo salário de um deputado federal (R$ 33.763), mas o pagamento ainda estava sem data para ser feito devido a um bloqueio parcial das contas do partido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Antes de assumir o posto, Michelle intensificou sua atuação política nas redes sociais e tem participado, desde então, de eventos políticos representando o marido principalmente quando o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) estava isolado nos Estados Unidos. Além de postar fotos de Bolsonaro, ela até entrou no debate sobre o Banco Central e a taxa de juros.

Leia Também: PF vê relação entre kit de robótica e outro escândalo do MEC

Campo obrigatório