Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Marido de vereadora é baleado durante briga política em Pernambuco

A vítima foi identificada como Rafael Almeida da Silva, 27

Marido de vereadora é baleado durante briga política em Pernambuco
Notícias ao Minuto Brasil

06:45 - 25/04/24 por Folhapress

Política Violência

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O marido de uma vereadora de Paulista (PE) foi baleado na perna durante uma discussão com a equipe de outra parlamentar da mesma cidade, nesta quarta-feira (24).

A vítima foi identificada como Rafael Almeida da Silva, 27. Ele é casado com a vereadora Irmã Cassiane (PCdoB). O caso ocorreu na manhã desta quarta, na praça Sebastião Gomes de Melo, no bairro de Pau Amarelo.

O suspeito de atirar em Rafael é segurança da vereadora Marcelly da Aquarela (Republicanos). Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o homem segurando uma arma logo após o disparo. Nas imagens, é possível ver a perna da vítima sangrando.

O marido da vereadora foi socorrido para o Hospital Miguel Arraes, também em Paulista. Ele está internado na ala vermelha e será submetido a uma cirurgia, disse Cassiane.

A confusão envolve projetos sociais, das duas parlamentares, focados na dança zumba. A vereadora Cassiane contou que esteve na praça nesta quarta acompanhada do pai, o ex-vereador Iranildo Domício, e do marido. A equipe da Marcelly da Aquarela também estava no local, pois, segundo ela, uma sessão de zumba havia sido agendada para aquele horário. Marcelly não estava presente no momento da confusão.

Nas redes sociais, Marcelly da Aquarela afirmou que a quadra, onde aconteceriam as aulas, estava trancada. "O pessoal foi chegando e se depararam com uma corrente no portão da quadra. A corrente impedia a entrada dos alunos, 200 pessoas que fazem parte disso [do projeto social]", disse. Após isso, ela disse que Cassiane, o esposo e o pai, teriam agredido os assessores.

A parlamentar identificou o atirador como "Rômulo". Ela explicou que ele é policial militar e tentou "apaziguar a situação". Marcelly esclareceu também que tem um alvará que permite o uso do local às segundas, quartas e sextas.

Em um pronunciamento, também nas redes sociais, Cassiane disse que levou duas coronhadas do segurança. "Chegaram quatro homens, um deles armado, perguntando o que a gente estava fazendo naquele local. Estávamos montando o equipamento de som", relatou. A vereadora mostrou que tem um requerimento de 2023 para realizar aulas na quadra da praça. "Desde janeiro do ano passado que a gente oferece aulas de zumba e de educação física aqui", acrescentou.

O autor do disparo se apresentou à polícia na tarde de hoje. A Polícia Civil de Pernambuco informou que o está investigando por tentativa de homicídio e lesão corporal. As diligências seguem até o total esclarecimento do ocorrido. Procurada pela reportagem, a Polícia Militar confirmou que foi acionada para a ocorrência e acrescentou que o segurança se apresentou ao 17º Batalhão e à Polícia Civil.

A Prefeitura do Paulista informou que a praça sequer foi inaugurada pelo chefe do Executivo. "O município destaca que em nenhum momento colocou cadeado na referida praça, nem na quadra de esportes para cercear o uso por parte dos moradores."

A reportagem tenta contato com a Câmara Municipal do município. O espaço segue aberto para manifestação.

Campo obrigatório